Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Vasco Agostinho

Guitarra clássica

Vasco Agostinho iniciou os estudos musicais em Órgão com António Varela, ainda na sua terra natal, Benedita.

Mais tarde estudou Piano com Dalila Vicente e Guitarra com Santiago Pinto e António Bandeira, ao mesmo tempo que começou a tocar profissionalmente em bares da região, inicialmente nos teclados e mais tarde na guitarra. Nesta altura foi convidado com frequência para gravar como freelancer num estúdio local.

Em 1990 começou a frequentar o curso da Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal, onde estudou com Mário Delgado, David Gausden e João Pedro Madaleno, entre outros. Ainda aluno de Mário Delgado, foi convidado por este para o substituir em alguns concertos, iniciando assim a sua carreira como guitarrista de jazz.

Em 1991, um ano após ter iniciado os seus estudos de jazz, foi convidado pela direcção pedagógica da Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal para leccionar a disciplina de guitarra, o que lhe permitiu mudar-se para Lisboa e começar a frequentar diariamente vários espaços com música ao vivo, entre os quais a cave do Hot Clube de Portugal. Aqui, em colaboração com o contrabaixista Pedro Gonçalves, deu início às Jam Sessions que trouxeram uma nova vida ao Clube e à geração de músicos que se seguiu.

Estudou com músicos como Barney Kessel, Al Galper, Reggie Workman, Red Mitchell, Jim Leff, Phil Markowitz, Armen Donelian, Bruce Barth e Ron Jackson.

Já completamente inserido no meio profissional e com bastante sucesso, tocou com músicos como Albert Bover, Carlo Morena, Kevin Hays, Bernardo Sasseti, Chris Higgins, Ed Howard, Mário Franco, Carlos Barreto, António Sanches, Alexandre Frazão, David Xirgu, André S. Machado, Carlos Vieira, Aldo Cavíglia, Nanã S. Dias, Paul Young, Eduardo Santos, Cris Alexander, Laurent Filipe, Klaus Nymark, Kiko e Danny Silva, em espaços como Teatro São Luiz, CCB, Rivoli, Tivoli, Fnac, vários festivais de Jazz por todo o país e em clubes como o Hot Clube de Portugal e o Jamboree, em Espanha, entre outros.

Foi já especialmente elogiado pelos músicos Kevin Hays, Bruce Barth, Reggie Workman, Javon Jackson, Lennie White e Barney Kessel, entre outros.

Paralelamente à sua carreira como guitarrista e compositor, tem dedicado grande energia à divulgação e ao ensino do jazz. Lecciona as disciplinas de Guitarra e de Combo na Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal desde 1991, e é convidado como professor e director pedagógico em vários cursos e workshops por todo o país, mantendo um apoio constante a diversas iniciativas com interesse claro em tornar o Jazz mais acessível ao público em geral.

Actualmente, para além de participar como guitarrista e dirigir musicalmente vários projectos musicais, lidera vários grupos para os quais compõe e faz arranjos, dos quais se destacam o Quarteto de Vasco Agostinho com o saxofonista Jorge Reis, o baixista Hugo Antunes e o baterista Bruno Pedroso, o seu Quarteto com Albert Bover (Piano), Chris Higgins (Contrabaixo) e David Xirgu (Bateria), o Trio de Vasco Agostinho, o Quinteto de Homenagem a Sarah Vaughan, e o projecto New Orleans Revisitado.

Vasco Agostinho lançou no passado dia 7 Março o seu primeiro trabalho discográfico, Fresco, com o Quarteto de Vasco Agostinho, constituído por Jorge Reis (sax alto), Hugo Antunes (contrabaixo) e Bruno Pedroso (bateria). Este disco teve uma excelente aceitação por parte da crítica: “Este seu primeiro trabalho é impressionante. A clareza do seu fraseado, as ideias e emoção postas na música atestam um instrumentista de enorme potencial com uma capacidade de composição invejável. (.) Uma grande estreia dum guitarrista cheio de arte, com uma lucidez musical que lembra Jim Hall.” (Raul Vaz Bernardo in “Expresso”, 10 de Junho de 2006).