Artigos

Cabaça

Cabaça, também conhecida por xequere e afoxe, é um idiofone de fricção, feito de cabaça seca revestida de missangas interligadas por uma rede. O som é produzido pela fricção das missangas na superfície da cabaça.

Na Guiné-Bissau, é um idiofone em forma hemisférica tradicional da etnia fula, na Guiné-Bissau (África Ocidental). Toca-se quando morre um “djerga”, termo que significa rei em fula, ou um “djidiu” (músico) e sobretudo em cerimónias religiosas, batizados, casamentos, fanados e toda a diversidade de festas populares. Segundo o Atlas de Instrumentos Tradicionais da Guiné-Bissau, a cabaça tem por função principal acompanhar as danças e os cantos em harmonia com outros instrumentos (flauta, nhanheiro e djimbé). A cabaça é tocada unicamente por homens, sentados num pano ou esteira, no chão. Para tocar cabaça o músico encosta a cabaça ao peito e toca com os anéis encaixados nos dedos.

Baseado em Manual de Apoio aos Cursos de Artes Performativas em Bissau.

Tambor falante, África

Tambor falante é um tambor bimembranofone em forma de ampulheta, tradicional da África Ocidental, utilizado para comunicar. O tocador coloca o tambor debaixo do braço e bate o instrumento com um pau ou um aro de ferro com uma bola na ponta.

Jambé

Jambé, ou djembe, é um membranofone de origem africana, designadamente a Guiné. Tem corpo de madeira esculpido em forma de cálice e uma membrana com esticadores a toda a volta.

Violão de três cordas

Violão de 3 cordas é um cordofone tradicional da Guiné-Bissau (África Ocidental) usado nas regiões norte e sul do País pelos papéis, balantas, felupes, bijagós e manjacas.