Artigos

Auditório Municipal Escola de Música da Póvoa de Varzim

Escola de Música da Póvoa de Varzim

Excerto da dissertação de mestrado de Catarina Sousa “Consciência Corporal na Música: breve abordagem sobre a sua importância no ensino do cravo, Porto ESMAE 2018, 2-3.

EMPV

Ainda que criada em 1988 pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, a escola de música apenas obteve autorização provisória de funcionamento do Ensino Básico, com paralelismo pedagógico em 1990; no ano lectivo 1991/92, obteve a mesma autorização de funcionamento agora para o Ensino Complementar sendo que, no ano lectivo 1996/97, obteve autorização definitiva de funcionamento concedida pelo Ministério da Educação através do Departamento de Ensino Secundário.

No seu primeiro ano de funcionamento foram registadas 58 matrículas e desde o ano lectivo 1995/96 que as matrículas estabilizaram numa média de 250 alunos, salientando que a frequência real é superior (350 alunos por ano), correspondendo ao limite físico das suas instalações.

De 1988 a 1995, a escola começou inicialmente por funcionar em instalações provisórias cedidas pela paróquia de S. José de Ribamar inaugurando as actuais instalações na Rua D. Maria I nº 56 no dia 1 de Outubro de 1995, estando inserida nas instalações camarárias do Auditório Municipal da Póvoa de Varzim. Inicialmente propriedade da Câmara Municipal, a Escola deveu a sua manutenção e funcionamento ao subsídio anual do Ministério da Educação (Contrato de Patrocínio), às mensalidades dos alunos e comparticipação da autarquia sendo que actualmente, para além destas entidades, acrescenta-se também o financiamento do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) através do Eixo 1.6 (financia os 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico).

A 24 de Janeiro de 2003, foi criada, pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e pela Banda Musical da Póvoa de Varzim, a Associação Pró-Música da Póvoa de Varzim (APMPV) que passou a gerir o Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV), a Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim (designada mais tarde por Orquestra/Quarteto Verazin) e a Escola de Música da Póvoa de Varzim (EMPV), anteriormente denominada como Escola Municipal de Música da Póvoa de Varzim-EMMPV.

A partir do ano lectivo 2009/2010 foi estabelecido um protocolo entre a Escola de Música e as Escolas Básicas do 2º e 3º Ciclo Dr. Flávio Gonçalves e Cego do Maio onde foi possível dar início à constituição de duas turmas de 5º ano (1º Grau) de Ensino Artístico Especializado de Música, em Regime Articulado (uma em cada estabelecimento de ensino), privilegiando a existência de uma formação de base musical, reforçando a educação artística dos alunos e salvaguardando a possibilidade de interagir com os planos de estudos do Ensino Regular.

É permitida a frequência de cursos em diferentes instrumentos aos alunos através da leccionação da componente de formação vocacional na escola garantindo, àqueles que concluam com aproveitamento todas as disciplinas dos respectivos planos de estudos do Curso Básico de Música, a obtenção de uma dupla certificação: a da conclusão do Ensino Básico e o Diploma do Curso Básico da área artística de Música (do Instrumento em que estiver matriculado).

Catarina Sousa

Catarina Sousa

CIMPV

CICPV

CONCURSO INTERNACIONAL DE MÚSICA DA PÓVOA DE VAZIM

1. Disposições Gerais General Rules

1.1. O Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV) anuncia a décima segunda edição do Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim (CICPV).

The International Music Festival of Póvoa de Varzim (FIMPV) announces the twelfth edition of the International Composition Competition of Póvoa de Varzim (CICPV).

1.2. O CICPV tem como objectivo premiar obras de compositores nascidos depois de 31 de julho de 1978.

The CICPV is open to composers of all nationalities born after the 31st of July 1978.

1.3. O agrupamento de música convidado para a edição de 2018/2019 é o Toy Ensemble (violino, violoncelo, flauta, clarinete e piano). As obras concorrentes devem utilizar, no mínimo, três instrumentos daquela formação.

The chamber music ensemble invited to perform for this year’s competition is the Toy Ensemble (violin, cello, flute, clarinet and piano). The competing works should use at least three instruments of that formation.

1.4. As obras a concurso deverão ter uma duração entre 8 (oito) e 15 (quinze) minutos.

The works should have a duration between 8 (eight) and 15 (fifteen) minutes.

1.5. As obras devem ser rigorosamente inéditas, sendo excluídas todas aquelas que tenham sido tornadas públicas por qualquer meio, ou que sejam resultado de uma encomenda.

The works must be strictly unpublished, all works that have been made public or commissioned by any means are excluded.

1.6. São também excluídas as obras que já tenham sido premiadas em qualquer concurso nacional ou internacional.

Are also excluded all works that have already been awarded in any national or international competition.

1.7. Cada candidato pode apresentar apenas uma obra a concurso.

Each applicant may submit only one piece to the competition.

1.8. As obras devem ser apresentadas em edição de programa informático (Sibelius, Finale, ou equivalente).

The works should be layed out in a computer program (Sibelius, Finale, or similar).

1.9. Os concorrentes deverão enviar cinco exemplares em papel da partitura, que poderão ser entregues por mão própria, ou enviadas por correio registado para o Secretariado do FIMPV: Rua D. Maria I, 56, 4490-538 Póvoa de
Varzim.

The competing works must be submitted as five copies of each score, and may be delivered by hand or sent by registered post mail to the address of Secretariat of FIMPV: Secretariado do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, Rua D. Maria I, 56. 4490-538 Póvoa de Varzim, Portugal.

1.10. As composições devem ostentar apenas o título e o pseudónimo do compositor, não devendo conter qualquer elemento susceptível de identificação do seu autor.

The compositions must contain only the title and the composer’s pseudonym, which shall not show any evidence that identifies its author.

1.11. Juntamente com a peça concorrente, deve ser anexado um sobrescrito fechado, contendo a identidade do concorrente, os seus endereços postal e electrónico, o número de telefone, uma fotocópia autenticada de um documento de identificação (B.I. ou passaporte), um curriculum resumido, uma foto e um breve texto de apresentação da obra. O sobrescrito deve apenas ter inscrito na frente o nome da obra, e o pseudónimo do compositor, e será aberto após a decisão final do júri.

Along with the competing work, there must be sent a sealed envelope containing the identity of the competitor, their postal and electronic addresses, phone number, an authenticated photocopy of an identification document (ID or passport), a summarized curriculum, a photo and a brief text about the work. The sealed envelope should have just enrolled in front the name of the work and the pseudonym of the composer, and will be opened after the final decision of the jury.

1.12. As cinco cópias da obra e o sobrescrito de identificação devem ser entregues num único envelope.

The five copies of the work and the above identification must be submitted in one envelope.

2. Calendário Calendar

2.1. Lançamento e publicação do CICPV: 14 de Junho de 2018.

Release and publication of CICPV: June 14, 2018.

2.2. O prazo para entrega termina impreterivelmente no dia 19 de Março de 2019 (as obras chegadas depois daquela data não serão consideradas pelo júri).

The deadline for delivery without fail ends on March 19, 2019 (works arriving after that date will not be considered by the jury).

2.3. Os títulos das obras finalistas, bem como os nomes dos seus autores, serão tornados públicos no dia 26 de Abril de 2019, sendo divulgados na plataforma electrónica do FIMPV e nos meios de comunicação social.

The titles of the finalist works as well as the names of their authors, will be made public on April 26, 2019, and will be published on the FIMPV web site and social media.

2.4. Os concorrentes cujas obras sejam finalistas deverão entregar as respectivas partes da obra até ao dia 6 de Maio de 2019.

Competitors whose works are finalists must submit the respective parts of the work until May 6, 2019.

2.5. A(s) obra(s) seleccionada(s) será(ão) estreada(s) durante a edição do FIMPV de 2019 (no decorrer do concerto de 23 de Julho de 2019).

The selected work(s) première(s) will occur during the FIMPV 2019 (during the concert of July 23rd, 2019).

2.6. No decorrer da temporada de 2019/2020, o FIMPV publicará edições em partitura da(s) obra(s) vencedora(s) (1º e 2º prémios).

During the 2019/2020 season, FIMPV will publish editions of the score(s) of the winning work(s) (1st and 2nd prizes).

3. Os Prémios Awards

3.1. Serão atribuídos 1° e 2° prémios. O júri reserva o direito de atribuir menções honrosas. O valor dos prémios é de 2.500 (dois mil e
quinhentos) euros, 1° prémio; e de 1.000 (mil) euros, 2° prémio. O prémio é também considerado como pagamento de direitos de autor relativos à estreia, aluguer de materiais e edição em partitura das obras premiadas. Serão publicadas edições em partitura impressa das obras vencedoras (primeiro e segundo prémios).

1st and 2nd prizes will be awarded. The jury reserves the right to award honorable mentions. The value of the prize is 2,500 (two thousand five hundred) euros, 1st prize; and 1,000 (thousand) euros, 2nd prize. The prize is also considered as payment of première copyrights equipment rental and score editing for the winning works. The scores of the winning works will be published (first and second prizes).

3.2. Os autores das obras vencedoras (1° e 2° prémios) comprometem-se a mencionar na partitura editada, bem como em notas de programa de futuras apresentações públicas, um breve texto com a indicação “obra vencedora do 1° / 2° Prémio do Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim 2018/2019”.

The authors of the winning works (1st and 2nd prizes) undertake to mention on the edited score, as well as notes for future public presentations program, a brief text such as “Awarded 1°/ 2° prize in the International Composition Competition of Póvoa de Varzim
2018/2019”.

3.3. O júri fará uma selecção de um máximo de duas obras finalistas. A(s) obra(s) seleccionada(s) será(ão) posteriormente estreada(s) durante a edição do FIMPV de 2018. No final do concerto de estreia, o júri reunirá para atribuição da ordem definitiva dos prémios. Para a deliberação final haverá também um voto dos intérpretes envolvidos na execução das obras, ou seja, três votos do júri e um voto dos intérpretes, num total de quatro votos.

The jury will make a selection of a maximum of two finalist works. The work(s) selected will be later premiered during the 2018 edition of FIMPV. At the end of the concert début, the jury will meet again to award the final order of the prizes. For the final decision there will also be a vote of the performers involved in the execution of the works, i.e. three jury votes and a vote of the performers, for a total of four votes.

3.4. O público votará um Prémio especial à parte, com o valor de 500 (quinhentos) euros (“Prémio do Público”).

The public will vote a special award, with the value of 500 (five hundred) euros (“Audience Award”).

4. Do Júri The Jury

4.1. O júri é constituído por Alexandre Delgado (Presidente), António Chagas Rosa e Eurico Carrapatoso.

The jury is constituted by Alexandre Delgado (President), António Chagas Rosa and Eurico Carrapatoso.

4.2. O júri poderá não seleccionar qualquer obra concorrente.

The jury may not select any competing work.

4.3. O júri reserva-se o direito de decidir a não atribuição de prémio(s).

The jury reserves the right to decide not to award the prize(s).

4.4. Não haverá obras premiadas ex-aequo.

There will be no ex-aequo prize-winning works.

5. Disposições Finais Final Provisions

5.1. Todas as obras não premiadas, bem como os respectivos sobrescritos de identificação, ficarão na posse do secretariado do CICPV, podendo ser reclamados até um mês depois da publicação dos resultados. Expirado esse prazo serão destruídos para preservação dos direitos de autor. No caso de se pretender que a devolução das partituras seja feita por correio, os candidatos deverão juntar um pagamento de 10,00 euros para cobrir as despesas postais.

All not awarded works, as well as their identification envelopes, will be held by the secretariat of CICPV and can be claimed up to a month after the publication of the results. After the expiry date they will be destroyed to preserve the copyright. In case the return of scores by mail is desired, applicants must enclose a payment of 10.00 euros to cover postage costs.

5.2. A participação neste concurso implica a aceitação de todos os artigos deste regulamento.

Participation in the contest implies acceptance of all the articles of these Regulations.

5.3. Cabe ao Secretariado do CICPV/FIMPV prestar todos os esclarecimentos sobre o presente regulamento.

It is the Secretariat of CICPV / FIMPV to provide any clarification on these Regulations.

5.4. Os casos omissos neste Regulamento serão solucionados pelo Júri e pela Direcção do CICPV/FIMPV.

Omissions herein shall be resolved by the jury and the Directorate of CICPV / FIMPV.

Póvoa de Varzim, 14 de Junho de 2018
Póvoa de Varzim, 14th June 2018.

FIMPV 40

FIMPV

40 anos do Festival Internacional

A programação comemorativa do 40º aniversário do FIMPV encerrou no dia 28 de julho de 2018 com um memorável concerto dedicado à música dos dois mais destacados membros da família Bach (Johann Sebastian e Carl Philipp) pelo agrupamento vocal Arsys Bourgogne.

Este espetáculo decorreu na Igreja Matriz e contou com a presença do Vice-Presidente e Vereador da Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Luís Diamantino, que aproveitou o momento para anunciar a despedida do Professor João Marques como Diretor Artístico do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim reconhecendo, publicamente, a sua notável dedicação ao longo de 40 anos para que o evento mantivesse uma qualidade notável. O cargo será assumido pelo pianista poveiro Raúl da Costa, que se encarregará da programação já em 2019.

A edição foi inaugurada com a sempre aguardada conferência do musicólogo Rui Vieira Nery (dedicada aos 150 anos do nascimento de Vianna da Motta). Mas uma substancial parte da programação foi dedicada à música antiga, tão adequada às Igrejas Matriz e S. Pedro de Rates. Êxito absoluto com os espetáculos de Jordi Savall, Ensemble Vox Luminis, La Fonte Musica e Ensemble Zefiro.

Destaque muito especial para o fantástico concerto pelo Concerto Italiano, cujo programa, apesar do elevado grau especulativo, conseguiu manter a atenção do público desde os primeiros compassos.

O recital pela cravista Ana Mafalda Castro – uma das grandes responsáveis pela introdução em Portugal do movimento visando a recuperação da música antiga – atraiu a S. Pedro de Rates um público entusiasta incluindo muitos dos seus alunos.

Os concertos e recitais de música de câmara também atingiram elevados patamares.

Uma referência muito especial ao concerto pela Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, que esgotou a lotação do Cine-Teatro Garrett. O desempenho de Raúl da Costa como solista esteve ao nível do que já nos habituou: a sua presença em palco, a precisão técnica e adequação estilística são plenamente convincentes.

Esta edição do FIMPV superou o nível qualitativo e de afluência de público das anteriores, tanto quanto se pode aferir pela análise de alguns indicadores: recintos com lotação esgotada em 13 espetáculos; média de ocupação dos recintos de 104%; média de 300 pessoas para 15 espetáculos realizados (total de 4.500 espectadores); 12 espetáculos excecionais em termos absolutos; e um bom retorno da crítica especializada publicada em jornais e rádio de expressão nacional.

A 40ª edição do FIMPV beneficiou mais uma vez dos apoios estruturantes da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, da Direcção-Geral das Artes, do Turismo de Portugal, de diversas instituições e empresas (ao abrigo da Lei do Mecenato) e de meios da comunicação social.

Póvoa de Varzim, 31-07-2018

Portfolio Items