Artigos

Pedro Barroso

Música, Música

Assim tão simples
Tão luminosa
Como mulher num dia doce
Ai como rosa
Assim tão simples
Ainda nada
Assim te vi e te abracei e fiz-me à estrada

Sem eu saber ali nascia
E quem começa já não consegue parar
Ali sentia, ali fervia
E foi nela que aprendi a navegar

Música
Eterna música
Maldita música
Sempre mulher
Música
Apassionata
Só não te ama quem não sabe acontecer

Música
De dia música
À noite música
Dentro de mim sem eu saber
Música
Íntima música
De madrugada para melhor te conhecer

Música
Amor e música
Beleza e música
Poesia de existir
Música
Insónia e música
Não reconheço outra forma de viver

Como os teus lábios, como um corpo, como dança
E a fantasia numa história de criança
Assim me minto
Assim resisto
Pois este mundo de gravatas e favores
Ai, de negócios e messias salvadores
Ai, meus senhores
Nós construímos muito mais que tudo isto

Nós fazemos
Música
Eterna música
Maldita música
Sempre mulher
Música
Apassionata
Só não te ama quem não sabe acontecer

Música
De dia música
À noite música
Dentro de mim sem eu saber
Música
Íntima música
De madrugada para melhor te conhecer

Música
Amor e música
Beleza e música
Poesia de existir
Música
Insónia e música
Não reconheço outra forma de viver

Poema e música: Pedro Barroso
Intérprete: Pedro Barroso
Versão original: Pedro Barroso (in CD “Cantos da Paixão e da Revolta”, Ovação, 2012)
Outra versão: Pedro Barroso (in CD/DVD “Memória do Futuro: Ao vivo no Rivoli”, Ovação, 2013)

Pedro Barroso
Pedro Barroso