Alto Alentejo, Castelo de Évora Monte

Saias dos Foros

São saias, meu bem, são saias;
São saias que andam na moda.
Segura-te, amor, não caias
Qu’ elas têm pouca roda!

Segura-te, amor, não caias
Qu’ elas têm pouca roda!
São saias, meu bem, são saias;
São saias que andam na moda.

Oh maçã encarnadinha
Bicada do rouxinol,
Se não fosses tão baixinha
Eras mais linda que o Sol!

Se não fosses tão baixinha
Eras mais linda que o Sol,
Oh maçã encarnadinha
Bicada do rouxinol!

Nos foros da Fonte Santa
Não se pode namorar:
De dia as velhas à porta,
À noite os cães a ladrar.

De dia as velhas à porta,
À noite os cães a ladrar.
Nos foros da Fonte Santa
Não se pode namorar.

Estas é que são as saias
Que cantam em Portugal:
Trouxeram-nas as ceifeiras
Na ponta do avental.

Trouxeram-nas as ceifeiras
Na ponta do avental;
Estas é que são as saias
Que cantam em Portugal.

Saias dos Foros
Letra e música: Tradicional (Alto Alentejo)
Intérprete: Real Companhia (in CD “Orgulhosamente Nós!”, Lusogram, 2000)

Alto Alentejo, Castelo de Évora Monte
Alto Alentejo, Castelo de Évora Monte
0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *