Vasco Morgado, empresário teatral

Vasco Morgado

Promotor

Vasco Manuel Veiga Morgado (Charneca da Caparica, 19 de maio de 1924 — Lisboa, 22 de novembro de 1978) foi ator e um dos grandes empresários teatrais de Portugal.

Foi casado com a actriz Laura Alves, de quem teve o seu único filho, o também empresário teatral Vasco Morgado.

A ligação com a actriz foi o ponto de partida, no final da década de 1940, para Vasco Morgado se tornar empresário de teatro, estreando no Teatro Apolo a revista Enquanto Houver Santo António (1950).

Como empresário teatral foi responsável pela produção de mais de mil espectáculos, tendo sido dinamizador de salas como o Teatro Monumental, o Teatro Maria Vitória, o Teatro Capitólio ou o Teatro Laura Alves.

Entre 1955 e 1973 foi o empresário que mais apoios recebeu do Fundo do Teatro do Secretariado Nacional de Informação sob diferentes denominações como “Espectáculos Vasco Morgado, Lda.”, “Empresa Vasco Morgado, Lda.” ou “Produções Artísticas Vasco Morgado, Lda.”.

Foi secretário e vice-presidente do Grémio dos Espectáculos e membro do Conselho da Secção de Teatro, Música e Dança da Corporação dos Espectáculos, em cuja qualidade integrou a Câmara Corporativa entre 1969 e 1974, pelas entidades patronais, durante o Estado Novo.

A 8 de março de 1973, foi agraciado com o grau de Comendador da Ordem do Mérito.

Revista à Portuguesa, Cultura de um Povo foi o título da exposição que esteve patente no Cinema São Jorge, em Lisboa, em junho de 2011, no âmbito das Festas de Lisboa, e que integrava o espólio fotográfico da família de Vasco Morgado.

[ Naturais de Almada ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook