Vasco Dantas

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Vasco Dantas

Piano

“Pianista invulgar pela sua grande generosidade e força emotiva, Vasco Dantas desde muito cedo evidenciou uma personalidade cativante através da força das suas interpretações.”

Vasco Dantas, pianista português nascido em 1992 completou a Licenciatura em Música com “1ª classe & distinção” no London Royal College of Music, sob a orientação pianística de Dmitri Alexeev e Niel Immelman, estudando também direção orquestral com Peter Stark e Natalia Luis-Bassa. Terminou o Mestrado em Performance com nota máxima sob a orientação de Heribert Koch, na Universidade de Münster, onde foi aceite para Doutoramento “Konzertexamen”.

Vasco já obteve mais de 50 prémios em concursos internacionais em diversos países, tais como Alemanha, Espanha, Grécia, Itália, Malta, Marrocos Portugal e Reino Unido. (Para consultar a lista detalhada de prémios, abra a secção “Prémios”). “Grand Prix” no Valletta International Piano Competition (Malta), “Prix Spécial” no Concours International de Piano SAR La Princesse Lalla Meryem (Marrocos), o 3º Prémio no Steinway & Sons Competition (Münster), a “Medalha de Mérito Dourada” atribuida pela Câmara Municipal de Matosinhos, o 1º Prémio no Concurso de Interpretação do EstorilFestival de Música do Estoril, o Prémio “Fundação Eng. António de Almeida” e uma Bolsa de Estudo da Fundação Richard Wagner e Círculo Richard Wagner Portugal para participar na Bayreuth Festspiel 2016, na Alemanha.

Em 2017 fez a sua estreia na Rússia actuando com a Kremlin Chamber Orchestra na Grande Sala do Conservatório Tchaikovsky de Moscovo o Concerto no.4 de Beethoven.

Em 2016 estreou-se com orquestra na Alemanha, actuando com a Jülich Sinfonieorchester e a Junges Sinfonieorchester Aachen, o Concerto no.2 de Rachmaninoff.

Em 2015 estreou-se no continente asiático actuando com a Hong Kong Symphonia no Hong Kong City Hall Concert Hall o Concerto no.1 de Franz Liszt.

Em 2014 estreou-se no continente americano tocando a solo com a Orquestra Sinfónica do Espírito Santo, em Vitória – Brasil, o Concerto no.2 de D. Shostakovich.

Em 2013 estreou-se com orquestra em Portugal actuando com a Orquestra Sinfónica do Porto (Casa da Música), interpretando o Concerto para 4 pianos e Orquestra de J.S. Bach.

Em Janeiro de 2011 fez a sua estreia como pianista solista na “Sala Suggia” da Casa da Música, com o recital de abertura do Ciclo de Piano EDP 2011.

Tocou também a solo com orquestras, tais como Russian String Orchestra (Chamber Orchestra Kremlin), Zagreb Soloists (Croácia), Hong Kong Symphonia (China), Orquestra Sinfónica do Estado do Espírito Santo (Brasil), Jülich Sinfonieorchester e Junges Sinfonieorchester Aachen (Alemanha), Orquestra Sinfónica do Porto, Orquestra Filarmónica Portuguesa, Orquestra do Norte, Orquestra Sinfónica de Cascais, Orquestra Clássica do Sul, Orquestra Filarmónica das Beiras, Jovem Orquestra Portuguesa, Orquestra Promenade e Orquestra do Festival de Música Júnior (Portugal) e já teve a oportunidade de trabalhar com maestros de renome, tais como, Choi Sown Le, Dinis Sousa, Günter Neuhold, Joshua dos Santos, Martin André, Misha Rachlevsky, Nicholas Kok, Nikolay Lalov, Osvaldo Ferreira, Pedro Carneiro, Pedro Neves, Peter Sauerwein, Rui Pinheiro e Victor Hugo Toro.

Actuou como pianista e violinista em centenas de eventos, em variadas salas de renome em 18 países diferentes e 4 continentes:

  • Alemanha – Bonn Schumannhaus, Münster Steinway & Sons Haus, Eurogress Aachen, Jülich Zitadelle, Steingraeber & Söhne Piano Manufaktur (Bayreuth), Cappella Villa Duria (Düren), Düren Schloss Burgau, Aachen City Church;
  • Brasil – Teatro Carlos Gomes (Vitória, Brasil), Teatro Municipal de Barueri (São Paulo); China – Hong Kong City Hall Concert Hall (Hong Kong);
  • Croácia – Croatian National Theatre (Varazdin);
  • Estados Unidos da América – Sedona United Methodist Church, Red Rocks Church (Sedona);
  • França – Prieuré le Mesnil Saint-Martin (Chapelle du Prieuré); La Chappelle Saint-Lourent (Tours); Greece – Syggros’ Open Air Theatre;
  • Itália – Teatro Ventidio Basso (Ascoli Piceno), Teatro Pala Riviera (San Benedetto del Tronto), Igreja de Santo António dos Portugueses (Roma);
  • Kosovo – Red Hall (Prishtina) Malta – Mediterranean Conference Centre (Valletta); Marrocos – Théâtre National Mohammed V (Rabat), L’Université Mohammed V (Rabat);
  • Portugal – Todas as principais salas, tais como, Fundação Gulbenkian, Casa da Música, CCB, Palácio Nacional de Queluz, Palácio da Pena, Europarque, Grémio Literário de Lisboa, Teatro Micaelense (Açores), Teatro Municipal Baltazar Dias (Madeira), Ateneu Comercial do Porto, Teatro Helena Sá e Costa, Museu Romântico do Porto, Salão Árabe do Palácio da Bolsa, etc;
  • Reino Unido – London Steinway Hall, Whiteley Hall, Amaryllis Fleming Concert Hall, Regent’s Hall, Pallant House Gallery. Russia – Tchaikovsky Great Hall (Moscow), Tsarytsino Palace-Museum (Moscovo); Singapura – Institut of Contemporary Arts, Steinway Piano Gallery, Chinese Cultural Centre; Spain – Mostery Sant Pere de Rodes (Girona), Jorquera.

[ Bio facultada pelo pianista e inserida a 17 de janeiro de 2019 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook