Valter Ponte, clarinete

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Valter Ponte

Clarinete

Valter Ponte é Mestre em Ensino da Música, tendo frequentado a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo e Escola Superior de Educação, na classe de António Saiote. Atualmente é professor no Conservatório Regional de Ponta Delgada.

Natural de Vila Franca do Campo, em São Miguel, nos Açores, iniciou os estudos musicais aos 11 anos na Filarmónica Lealdade em Vila Franca do Campo, na classe de clarinete de Mário Pacheco e Carmino Melo.

Em 2006 ingressou na Orquestra Regional Lira Açoriana, na qual permaneceu até 2009 (reintegrando em 2014 até 2016), desempenhando os diversos lugares na orquestra, inclusive Concertino.

Alistou-se no Exército Português, tendo posteriormente integrado a Banda Militar dos Açores como soldado-músico, sendo transferido em 2015 para a Banda Militar do Porto. Durante este período executou os mais variados membros da família do clarinete, tendo sido destacado para vários grupos de música de câmara pertencentes às Bandas Militares, tal como o Quinteto de Sopros da Banda Militar dos Açores e os Ensemble e Quarteto de Clarinetes das Bandas Militares dos Açores e Porto.

Paralelamente a este período, foi solicitado para colaborar com entidades como o Conservatório Regional de Ponta Delgada e Orquestra Quadrivium, tendo formado o quarteto de clarinetes com percussão Sticks n’Keys Ensemble. O Exército atribuiu dois diplomas de Louvor, pelas capacidades exemplares que foi desempenhando como militar e instrumentista, tendo sido agraciado com uma medalha de Comportamento Exemplar, Grau Cobre.

Frequentou uma sessão de formadores orientada pela Direção Regional da Cultura dos Açores, obtendo o certificado de Formador para o Sistema Extraescolar, de acordo com a alínea b, do nº2, do artigo 3º do mesmo diploma.

Em 2018 finalizou a Licenciatura em Clarinete na classe de António Saiote, tendo como assistentes António Rosa, Victor Pereira e Tiago Bento, na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE).

Colaborou com a Orquestra Sinfónica da ESMAE, onde efetuou as várias posições e instrumentos constituintes na formação da Orquestra Sinfónica, bem como na Orquestra de Sopros da ESMAE, tendo sido concertino no Ensemble de Clarinetes da ESMAE e Ensemble de Música Contemporânea da ESMAE.

No ano seguinte colaborou com a Sinfonietta de Ponta Delgada numa série de concertos em julho deste mesmo ano, lecionando mais tarde uma classe de aperfeiçoamento de Clarinete, a convite do Conservatório Regional de Ponta Delgada, em São Miguel nos Açores.

Em 2020 obteve uma Menção Honrosa no Prémio Helena Sá e Costa, concurso que premeia alunos e ex-alunos da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo em todos os instrumentos.

Ao longo do percurso realizou classes de cursos de aperfeiçoamento com os professores António Saiote, Nicolas Baldeyrou, Philippe Cuper, Giovanni Punzi, Nuno Pinto, Nuno Silva, Jérôme Comte, Ana Maria Santos, Luigi Magistrelli, Nicholas Cox, Radovan Cavallin, Camilo Irizo, Paolo Ravaglia, Luís Gomes, Cândida Oliveira, Vítor Fernandes e Tiago Bento, entre outros.

Trabalhou com maestros de renome nacional como António Saiote, Paulo Martins, Délio Gonçalves, José Eduardo Gomes, entre outros.

Foi membro do Trio Lacos, agrupamento constituído por oboé (Miguel Ferreira), clarinete (Valter Ponte) e fagote (Cláudia Prata), onde tocaram repertório tradicional para esta formação até ao mais contemporâneo, estreando a obra “Trio Rústico” do compositor Sérgio Azevedo.

Apresentou-se a solo com a Banda Lealdade, Orquestra de Clarinetes da ESMAE, Orquestra de Clarinetes Príncipe das Astúrias, tendo sido artista convidado no Festival “Clarinando” em Outubro de 2021, tocando a solo com a Filarmónica Nossa Senhora das Neves.

Bio facultada por Valter Ponte, publicada na Meloteca a 12 de dezembro de 2021

Partilhe
Share on Facebook
Facebook