Trovas D'Amigo

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Trovas D’Amigo

Agrupamento

O grupo de música antiga Trovas D’Amigo surgiu em 2006. Executa música da Idade Média, dando especial atenção à composta entre os séculos X e XIV.

A sonoridade do grupo é o resultado do percurso musical de cada elemento, que vai desde a música erudita à música tradicional. Acima de tudo procura-se um processo de criação original, utilizando instrumentos que são réplicas dos que estão retratados nas iluminuras das Cantigas de Santa Maria.

Tem como grande objectivo dar a conhecer este universo ímpar da lírica galaico-portuguesa, não apenas seguindo um prisma erudito, mas recorrendo às nossas riquíssimas raízes tradicionais, ou não fosse boa parte da nossa música de raiz marcada por essa mesma herança medieval.

O galaico-português era a língua utilizada nas cortes peninsulares em cantares e poemas. Uma língua de trovadores. O repertório escolhido abrange textos de carácter religioso ou profano. No primeiro caso temos as Cantigas de Santa Maria e no segundo, as Cantigas de Amigo.

As Cantigas de Santa Maria foram compiladas no reinado de Afonso X de Leão e Castela, O Sábio (1221-1284). O monarca, também ele poeta e músico, foi um grande devoto da Virgem Maria, de quem estas cantigas narram milagres fantásticos e vários louvores. Os manuscritos sobreviventes apontam para a existência de 427 cantigas, fazendo desta colecção a maior de toda a Idade Média dentro do género da canção monódica.

As Cantigas de Amigo estão mais directamente relacionadas com a lírica tradicional, de raiz popular. O tema fundamental é o sofrimento por amor (às vezes, a morte por amor), motivado normalmente pela ausência do amigo.

Os trovadores que o agrupamento aborda são Martim Codax, João Zorro e El-rei D. Dinis I (1261-1325), neto de Afonso X.

Desde a sua fundação o grupo Trovas D’Amigo participou em inúmeros eventos musicais relacionados com a música antiga:

Festival Medieval de Leça do Balio (Portugal), Festival Medieval de Montemor-o-Velho (Portugal), Festival Medieval de Belmonte (Portugal),Festival Andanças, Festival Medieval de Santa Maria da Feira, Festival Medieval de Guimarães, Dias Medievais de Sesimbra (Portugal), Salir do Tempo (Portugal), festivais medievais das cidades Sveta Helena e Karlovac, estes dois festivais com o patrocínio do Instituto Camões (Croácia), Festival de Música Antiga e Medieval de Alarcos (Espanha), Ciclo Musical 3 Culturas de Córdoba (Espanha), XXVII Mostra de Música Antiga de 2020 ‘Castelo de Aracena’ (Espanha).

Bio facultada por Sara Almeida, publicada na Meloteca a 12 de agosto de 2021

Partilhe
Share on Facebook
Facebook