Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Teresita Marques

Direção coral

Teresita Marques é licenciada pela Faculdade de Música da Universidade das Filipinas. Em 1972, foi nomeada Professora Assistente daquela Universidade, cargo que ocupou até 1976.

Integrada no Coro Madrigal da Universidade das Filipinas, participou em numerosos festivais e competições internacionais, entre 1969 e 1976.

É professora da Classe de Conjunto (Coro) da Escola de Música do Conservatório Nacional desde Janeiro de 1978. Na sua qualidade de professora da Classe de Conjunto do Conservatório Nacional, tem-se empenhado em que, ao longo destes anos, os alunos adquiram um conhecimento do repertório e prática da música coral, através da preparação e apresentação em público do repertório coral-sinfónico “Requiem” (apresentado por sete vezes a convite de várias instituições), “Missa em Sol M”, “Vesperae Solennes de Confessore”, de Mozart, “Dido e Aeneas” de Henry Purcell, “Missa St. Joannis de Deo” de Joseph Haydn, “St. Nicholas” de Benjamin Britten (gravado para a RTP e apresentado no Dia de Ano Novo de 1986), “Ode to St. Cecilia” de G. Haendel, “Stabat Mater” de Giovanni Pergolesi, “Dixit Dominus” de Carlos Seixas, “Requiem” de Gabriel Fauré, “Credo” de Vivaldi”, entre outros, e também repertório coral de outras épocas.

As suas classes de conjunto têm colaborado com algumas Câmaras Municipais (Torres Vedras, Bombarral, Loures, Grândola, Óbidos) e outras instituições como Museu da Música, Mosteiro dos Jerónimos, na realização de concertos, integrados na sua programação anual de actividades culturais.

Em 1984, foi convidada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros para leccionar nos Cursos de Verão da Universidade da Califórnia, Santa Barbara. É frequentemente chamada a integrar o corpo docente de cursos de direcção coral e técnica vocal.

Em 1995, foi convidada pela Secretaria Regional da Educação e Cultura da Região Autónoma dos Açores para a elaboração e realização do Curso de Técnica Vocal, que teve lugar na cidade de Angra do Heroísmo, integrado no Projecto Formac 95/96 (Formação Contínua de Professores).

Foi convidada pelo INATEL para ministrar o I, II e III Curso de Direcção Coral em 1998, 1999, 2000 e 2002, 2003, 2004 e 2005 que tiveram lugar em Lisboa.

Foi convidada pela APEM (Associação Portuguesa de Educação Musical) para realizar um Curso de Técnica Vocal em Março de 1998.

Em Abril de 2002, foi convidada pela Universidade de Coimbra para participar na conferência sobre “O Ensino da Música na Infância e Juventude”.

Na sua qualidade de directora artística do Coro de Câmara de Lisboa, por si fundado em 1978, tem mantido sempre intensa actividade, cujo nível qualitativo tem merecido o aplauso unânime do público e da crítica.

Paralelamente, o Coro de Câmara de Lisboa, sob a sua direcção, tem desenvolvido uma alargada carreira internacional.

A convite de instituições como a Federação Europeia de Coros, a Fundação Calouste Gulbenkian, o Ministério da Cultura, o Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Ministério da Cultura de Espanha, Fundação Oriente, Universidade de Roma “La Sapienza”, Juventude Musical Italiana, para dar alguns exemplos, o Coro realizou concertos, entre outras cidades, em Madrid, Cuenca, Sevilha, Sória, Vitória (Espanha), Paris, Estrasburgo, Tourcoing (França), Bruxelas, Malines (Bélgica), Roma, Bolzano, Novara, Trento, Turim, Verona, Grosseto (Itália), Bona (Alemanha), Montréal (Canada), Nova Iorque, Sta. Bárbara, San Diego, San José (EUA), Belo Horizonte, Florianópolis, Porto Alegre, Novo Hamburgo (Brasil), Montevideu (Uruguai), Buenos Aires (Argentina), Macau e Amsterdão (Holanda).

As três participações do Coro de Câmara de Lisboa sob a sua direcção, no Concurso Internacional de Coros de Tolosa (Espanha) saldaram-se pela conquista de um 1º e de um 3º prémio na classe de Polifonia, bem como de dois 2ºs prémios na categoria de Música Popular.

Para além das suas apresentações em concerto, o Coro efectuou, em Portugal e no estrangeiro, diversas gravações em disco, para a rádio, televisão e cinema (“Non, ou a Vã Glória de Mandar”, de Manoel de Oliveira).

Em Novembro de 2002, o Coro participou na ópera de rua “Crioulo” que teve lugar em Mindelo (Cabo Verde) para a abertura da Assembleia Geral da UCCLA e na Cidade da Praia, em Janeiro de 2003, para comemorar o Dia dos Herois Nacionais de Cabo Verde.

Os seus mais recentes registos discográficos são um CD com obras de Carlos Seixas, gravado com a Orquestra Norueguesa e editado pela Virgin Classics, um CD com canções populares portuguesas, um CD com música coral portuguesa de século XX, um CD com canções de Natal “A Cappella” e um CD “A Cappella” com obras de Eurico Carrapatoso editado pela Numérica e um CD com música sacra setecentista portuguesa intitulada “Na capela do Rei Magnânimo” editado pelo Strauss.

Possui o diploma de Formador desde Agosto de 1998, emitido pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional.

Frequentou, como bolseira do Governo Espanhol, a classe de Polifonia do XXI Curso Internacional de Música de Compostela, sob a direcção de Angel Botia.

Foi convidada pela “Europa Cantat” para dirigir em Nevers (França) um atelier de música coral em Julho de 2000.

É membro da “Mu Phi Epsilon Music Sorority” e da “Phi Kappa Phi International Honor Society”.

21 Março 2007

Partilhe
Share on Facebook
Facebook