Sérgio Pires clarinete

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Sérgio Pires

Clarinete

Sérgio Fernandes Pires, nascido em 1995, é um dos clarinetistas mais promissores e artisticamente ativos da sua geração.

Começou os seus estudos com 8 anos, e em 2007 ingressou na Academia de Música Valentim Moreira de Sá, em Guimarães, onde estudou na classe de  Vitor Matos, até 2013.

Foi então que ingressou na “Hochschule for Musik der Stadt Basel”, na classe de François Benda, onde terminou a Licenciatura e Mestrado (Performance – Solist) com distinção maxima.

Foi premiado em vários concursos nacionais e internacionais, como o Terras de La- Salette (2011), Concorso Internazionale Marco Fiorindo (2012), Czech Clarinet Art (2013), ou o Gheorghe Dima International Clarinet Competition (2017).

Com 18 anos, foi aceite em três das Orquestras de Jovens mais importantes do mundo: a Orquestra de Jovens da União Europeia, a Schleswig-Holstein Musik Festival Orchester, e a Gustav Mahler Jugendorchester. Sucederam-se colaborações com Orquestras na Suíça (Sinfonieorchester Basel, Camerata Zürich, Kammerorchester Basel), em Portugal (Orquestra Estúdio, Jovem Orquestra Portuguesa), Brasil (Orquestra Neojiba), e Austria (Tonkünstler Orchester).

Participou em alguns festivais de música erudita mais importantes do mundo, como o BBC Proms (Inglaterra), o East-Neuk Festival (Escócia), o Isang-Yun Festival (Coreia do Sul), Festival Bozen (Itália), ou o Schleswig-Holstein Musik Festival (Alemanha).

Em música de câmara, apresentou-se ao lado de Krzysztof Chorzelski (Belcea Quartet), Valentin Erben (Alban Berg Quartet), Heinz Holliger, Felix Renggli, Sergio Azzolini, entre muitos outros.

Como solista, tocou com a Kammerorchester Basel, Musikkollegium Winterthur, Orchester vom See, Orchestra Filarmonicii de Stat Transilvania, Sinfonie Orchester Basel, Argovia Philarmonic, Schlesische Kammerorchester, e Arte Frizzante Orchestra, interpretando obras de W. Mozart, J. Stamitz, C. Weber, G. Rossini, K. Penderecki, F. Danzi, G. Ponchielli, e C. Nielsen. Ganhou o lugar de 1o Clarinete – Solo na Orquestra Suíça Musikkollegium Winterthur, em 2016. Sérgio Pires é Artista Selmer (Clarinetes modelo “Recital”) e Artista Silverstein (Cryo4).

Em Setembro de 2019, começou a lecionar na Universidade do Minho.

[ Bio facultada por Sérgio Pires e publicada na Meloteca a 16 de julho de 2019 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook