Rui Martins, clarinetista

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Rui Martins

Clarinete

Rui Martins estudou no Conservatório Nacional com António Saiote, tendo-se diplomado pela ESML (Bacharelato), pela ANSO (Licenciatura) e pelo Instituto Piaget (Mestrado).

Enquanto estudante foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian durante seis anos.

Colabora com a Orquestra Gulbenkian desde 1992, onde tem desenvolvido uma importante atividade artística, que inclui gravação de um CD, várias digressões no país e no estrangeiro, atuações com a participação de solistas como: Maxim Vengerov, Evgeni Kissin, Renée Fleming, Pierre-Laurent Aimard, Maria João Pires, Izhak Perlman, entre outros, e maestros como Esa-Pekka Salonen, M. Zilm, F. Brruggen, M.Corboz, R. Barshai, Rozhdestvensky, Joana Carneiro.

Participou em classes de aperfeiçoamento no país e no estrangeiro com Philippe Cupper, Guy Deplus, Karl Leister, Walter Boeykens e Thea King.

Aos 20 anos ingressou na Orquestra Nova Filarmonia Portuguesa. Representou a ESML em Sevilha. Efetuou diversas apresentações do concerto de Mozart com a Orquestra J.D. Bomtempo sob a direção do maestro Fernando Eldoro.

Realizou concertos em Macau, Viena, Bruxelas e Madeira num projeto da autoria do maestro Vitorino d’Almeida. Foi premiado em quase todos os concursos nacionais.

Atuou com o Quarteto de Clarinetes de Lisboa em Paris, Madrid, Bordéus, Turim, Catalunha, Valência, Vancouver, Atlanta, Los Angeles, Recife. Participou na gravação de uma obra de António Pinho Vargas para a EMI.

Colaborou com o maestro Pedro Osório em atuações no Casino do Estoril. Foi professor em várias escolas do país, incluindo a Universidade de Évora e o Instituto Piaget.

Após concurso público, tornou-se professor do Conservatório Nacional, aos 23 anos, e da Escola Superior de Música de Lisboa, em 2010.

Foto facultada por Rui Martins a 04 de setembro de 2021

Partilhe
Share on Facebook
Facebook