Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Rui Baeta

Barítono

Rui Baeta nasceu em Faro em 1975 e estudou no Conservatório Nacional de Lisboa com Filomena Amaro, na Escola Superior de Música de Lisboa com Luís Madureira, na Mozarteum Internationale Sommerakademie (Áustria), com Richard Miller e na Académie Francis Poulenc (França) com François Le Roux.

Foi semi-finalista do Festival e Concurso Internacional de Canto do Canal Mezzo (2008) e 1º Prémio no Concurso RDP Jovens Músicos (1999) classe de Música de Câmara / Nível Superior com o pianista Paulo Pacheco.

Tem realizado recitais de lied e mélodie com os pianistas Jeff Cohen, João Vasco de Almeida e João Paulo Santos.

Apresentou-se em concertos e recitais nos Estados Unidos da América e em França, Suíça, Espanha, Malta e Cabo-Verde e desenvolve a sua actividade artística em Portugal em salas como o Grande Auditório Gulbenkian, o Centro Cultural de Belém, o Europarque, o Teatro Rivoli, o Teatro da Trindade, o Teatro Municipal de São Luíz, o Teatro Nacional São João, o Teatro Nacional D. Maria II e o Teatro Nacional de São Carlos.

Colabora com a orquestra Capela Real, o Ensemble Bach, os Solistas de Lisboa, a Orquestra de Cascais e Oeiras, a Orquestra Nacional do Porto, a Sinfónica Portuguesa, a Metropolitana de Lisboa, a Orquestra do Algarve e a Orquestra Gulbenkian, destacando-se as seguintes interpretações: Carmina Burana de Carl Orff; La Risurrezione di Cristo de Perosi; Triumphslied e Ein Deutsches Requiem de Brahms; Requiem de Fauré; Missa em Sol menor de Vaughan Williams; Oratória de Natal e Magnificat de J. S. Bach; Szenen aus Goethes Faust de Schumann; Te Deum de Charpentier; Requiem de João Domingos Bomtempo; Petite messe solennelle de Rossini; Adónis, em Vénus e Adónis de John Blow; Eneias, em Dido e Eneias de Purcell; Pluton, em La descente d’Orfée aux enfers de Charpentier; D. Quijote, em El Retablo de Maese Pedro de Falla; Pai, em A Casinha de Chocolate, versão portuguesa de Hänsel und Gretel de Humperdinck; Sábio Máximo, em A Floresta de Eurico Carrapatoso; Mr. Plunket, em The English Cat de Hans-Werner Henze; Rei Ponto, em As Variedades de Proteu de António Teixeira; Hortensius, em La fille du régiment de Donizetti; Mr. Sharpless, em Madama Butterfly de Puccini; e Schémil, em Les contes d’Hoffmann de Offenbach.

Apaixonado pela pedagogia da técnica vocal e pela representação, leccionou no Conservatório Regional de Beja (1999/2000), no Conservatório Regional de Setúbal (2001) e na Universidade de Évora (2005/06) e foi professor residente no Teatro Nacional D. Maria II (2004/06).

É frequentemente convidado para director vocal de espectáculos teatrais, musico-teatrais e televisivos. Como actor, aceita ocasionalmente convites para representar, como em Hamlet de William Shakespeare, com encenação de Ricardo Pais.