Rosa Caldeira

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Rosa Caldeira

Soprano

Natural de Lisboa, Rosa Caldeira é, desde 1998, membro efectivo do Coro Gulbenkian. Concluiu em 2001 o Curso de Canto da Escola de Música do Conservatório Nacional, onde estudou sob orientação de Filomena Amaro, com classificação final bastante elevada.

Em paralelo, desenvolve, frequentemente como solista, um trabalho de interpretação de música antiga no agrupamento de câmara Concertus Antiquus, tendo também sido membro do Officium, grupo vocal dedicado à polifonia portuguesa, e da Camerata Fiorentina, um grupo de cinco cantores e baixo contínuo que se dedica à encenação de madrigais.

É ainda membro do grupo vocal Voces Caelestes, dirigido por Sérgio Fontão, que aborda um extenso reportório, desde a música medieval à criação musical contemporânea. Com este grupo, é de destacar a sua participação como solista num concerto, em Dezembro de 2005, na Igreja de São Nicolau, em Lisboa, dirigido por Laurence Cummings, em que se interpretaram obras de Haendel, Alessandro Scarlatti e Avondano.

É membro fundador do Ave Eva, um grupo feminino que se dedica à interpretação de reportório medieval e do Banchetto Musicale Lusitania, um agrupamento vocal e instrumental com direcção artística de António Carrilho, que se dedica à reconstituição estilística da Música Antiga, bem como à consequente animação e encenação de espaços apropriados. Em 2004, este agrupamento apresentou-se em concertos no território nacional e esteve, também, patrocinado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no Rio de Janeiro, em Juiz de Fora e em Tiradentes em concertos integrados no XV Festival de Música Colonial e Música Antiga de Juiz de Fora. Já no presente ano de 2006, a convite de María Cristina Kiehr, o Banchetto Musicale Lusitania obteve grande sucesso no XXI Festival de Musique de Haut-Jura (em França), tendo daí resultado vários convites para a sua participação em novas edições deste festival e de outros. Também este ano, o Banchetto abriu o X Festival Internacional de Música de Mafra.

A convite de Pedro Caldeira Cabral, Rosa Caldeira participou, como solista, num concerto pelo agrupamento Concerto Atlântico integrado no Festival Colombo, em Porto Santo. Como solista do agrupamento Azizi, participou este ano num concerto integrado no V Festival de Música Medieval de Carrazeda de Ansiães, que tem direcção artística de Pedro Caldeira Cabral.

Integra frequentemente formações de câmara no seio do Coro Gulbenkian em reportórios que se estendem do Renascimento português à música contemporânea. Ainda com o Coro Gulbenkian, é de destacar a sua apresentação como solista, dirigida por Michel Corboz, no “Stabat Mater” a 10 vozes, de Domenico Scarlatti, quer no território nacional, quer em Espanha (neste país, num concerto oferecido pelo Presidente da República ao Rei de Espanha).

A convite de Manuel Morais, a cantora integrou, em Agosto de 2006, os Segréis de Lisboa, para um concerto integralmente dedicado a Carlos Seixas, inserido no XXVIII Festival de Música Antigua de Daroca.

Rosa Caldeira integra ainda o La Nave Va – Ensemble Barroco. Dido & Aeneas, de Haendel, e “La Descente d’Orphée aux Enfers”, de Charpentier, são duas óperas já apresentadas pelo grupo.

Participa em “masterclasses” e cursos, dos quais se destacam os cursos promovidos pela Academia de Música Antiga de Lisboa, em que tem ocasião de trabalhar com vários músicos, com especial destaque para a cantora Jill Feldman. Tem participado nos Cursos de Musica Antigua a Catalunya, sob a direcção artística de Jordi Savall e orientação vocal de Montserrat Figueras.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook