saxofonista Rodrigo Pires de Lima créditos Manuel Luís Cochofel

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Rodrigo Pires de Lima

Saxofone

Professor de saxofone na Escola Superior de Música de Lisboa e professor da Universidade Lusíada. Rodrigo Pires de Lima concluiu seu doutoramento na Universidade de Minnesota (EUA) em maio de 2019, uma Pós Graduação (música do século XXI para saxofone) no Conservatório Superior de música de Estrasburgo (França), um mestrado em Música, mestrado em Ensino de Música e licenciou-se em Música-Saxofone na Escola Superior de Música de Lisboa.

O projeto de doutoramento de Pires de Lima, “O uso da ecolocalização humana na música” – A primeira peça musical para pessoas com deficiência visual, sem recorrer ao braille como auxílio à leitura, obteve destaque em vários meios de comunicação. Nomeadamente no jornal Público, RTP Notícias, Diário de Notícias, The World News, PORTUGALINEWS.EU, Notíciasoaminuto.com, Brazil.Shafaqna.com, CLA.UMN.EDU, Agência Lusa (em formato de entrevista), Rádio Renascença (em entrevista), DESTAK.PT, Porto Canal, Tutti Magazine USA (em formato de entrevista).

Atualmente, Rodrigo Pires de Lima é professor de Saxofone na Escola Superior de Música de Lisboa e professor de Improvisação em Musicoterapia e Cultura e Repertório em Musicoterapia na Universidade Lusíada.

Desde 2003, leciona classes de aperfeiçoamento em vários conservatórios e festivais, como no Pražská konzervatoř (República Checa), Conservatório Regional de Ponta Delgada, Academia de Artes de Chaves, Conservatório de Artes de Loures, Orfeão de Leiria Conservatório de Artes , Universidade de Minnesota (EUA), Conservatório de Música Joly Braga Santos, Conservatório de Música Luís António Maldonado Rodrigues, UMN Band (EUA), Conservatório de Música de Sintra, Sax @ Sul Fest, Lira Açoriana (Açores), Estágio de Orquestra da Conservatório de Música da Metropolitana de Lisboa.

Como freelancer, Rodrigo Pires de Lima colaborou com vários grupos e músicos em diferentes projetos, Orchestre Philharmonique de Strasbourg (França), Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra de Câmara Portuguesa, Orquestra Clássica do Sul, Orchestre de Saxophone de Strasbourg (França), Quarteto de Saxofones da Saxofínia, Quarteto de Saxofones de Estrasburgo (França), Quarteto de Saxofones do Porto, Varsity Trio (EUA), Tora Tora Big Band, Hot Clube Big Band, Banda Sinfónica Portuguesa.

Pires de Lima foi saxofone solista na Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana de Lisboa de 2004 a 2019.

Foi professor de saxofone no Conservatório Regional de Música e Dança Silva Marques, Conservatório Luís António Maldonado Rodrigues e no Conservatório Metropolitano de Lisboa.

Como intérprete de música de câmara, colaborou com a pianista e compositora Checa, Zdenka Kosnarova como Duo 152, e juntos realizaram recitais pela Europa que incluía algumas composições originais.

Em 2017, Pires de Lima abraçou um novo projeto, ELECTROVILLE JUKEBOX. Este projeto tem como base a improvisação, música contemporânea, world music, música eletrónica, música de compositores portugueses e algumas obras originais.

Em 2018, Rodrigo Pires de Lima com Preston Duncan (saxofone) e Casey Rafn (piano) formaram o “Trio”. Este projeto é dedicado ao trabalho de compositores portugueses e americanos. Este trio terminou o ano de 2018 com uma série de recitais nos EUA, encerrando o ciclo com dois concertos em Nova York, na Manhattan School of Music e no Buffet Showroom em Times Square.

Estreou várias músicas solo e de música de câmara, “Sarabande” – White, Isadora; “ZOLA” – Cardoso, Luis; “Safari” – Osterhouse, Ben; “Weiss (442Hz-453hHz)” – Pires de Lima, Rodrigo; “The burning signals” – Spreiter, Reid; “Daniela 3.0” – Pires de Lima, Rodrigo; Guigo – Almeida, Alexandre; “Primavera III” – Kosnarova, Zdenka; “Venio Domine” – Kosnarova, Zdenka; “Quarteto de Saxofones” – Barroso, Marco. Ele combina sua paixão pela música de câmara com uma carreira ativa como solista, realizando concertos solo em todo o país e no estrangeiro, com gravações de estreias para saxofone e orquestra.

Recentemente, Rodrigo Pires de Lima tem dedicado parte de seu tempo à composição de peças com foco no saxofone. Em 2013, compôs “Weiss (442Hz-453hHz)” para solo de saxofone alto, em 2017 “Daniela 3.0”, para saxofone barítono, guitarra elétrica, percussão e eletrónica e em 2019 “Oak Grove” para quarteto de saxofones.

Rodrigo Pires de Lima é um artista BUFFET CRAMPON e um artista Eugene Rousseau mouthpieces.

[ Bio facultada por Rodrigo Pires de Lima e publicada na Meloteca a 01 de outubro de 2019 ]

Créditos: Manuel Luís Cochofel

Partilhe
Share on Facebook
Facebook