Ricardo Ribeiro fadista

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Ricardo Ribeiro

Fado

Fadista feito de “vísceras e emoções” (Expresso) e figura consagrada por unanimidade da crítica, Ricardo Ribeiro destaca-se como um dos mais importantes nomes do fado da atualidade. Descrito em 2008 como “The Rising Star of Fado” pela prestigiada revista britânica Songlines, seria aclamado, dois anos depois, pela crítica e pelos seus pares, como uma das maiores vozes do seu tempo, depois do lançamento do CD Porta do Coração. Em 2013, com Largo da Memória, os elogios repetiram-se na imprensa nacional e estrangeira. A mesma Songlines nomeou-o na categoria de “Melhor Artista” na edição de 2015 dos seus prémios de música.

A solo ou com o alaudista Rabih Abou-Khalil (versão quarteto), Ricardo Ribeiro tem-se apresentado em muitas salas portuguesas e internacionais, nomeadamente integrando a programação de festivais de World Music em países como Marrocos, Turquia, Alemanha, ou França. Em 2016 lançou o seu novo álbum Hoje é assim, amanhã não sei., trabalho de novo elogiado pela crítica nacional (Expresso, Ípsilon, Blitz, Time Out) e, mais recentemente, pela Songlines, que o considerou “a melhor voz masculina do fado da sua geração”.

Ainda em 2016, concretizou o sonho de cantar a Toada de Portalegre, de José Régio, a convite da Orquestra Metropolitana, com composição de Rabih Abou-Khalil. Em 2017, Ricardo Ribeiro continuará a divulgar o álbum Hoje é assim, amanhã não sei., em Portugal e no estrangeiro, incluindo França, Bélgica, Suíça, Luxemburgo, Alemanha e Áustria.

2016

Partilhe
Share on Facebook
Facebook