Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Ricardo Mateus

Violeta

Ricardo Mateus, violetista, nasceu em 1976 na cidade de Castelo Branco, tendo iniciado os estudos musicais no conservatório regional da mesma cidade com António Ramos e António Oliveira e Silva, com quem começou a estudar Violeta.

Foi também aluno na Escola de Música do Conservatório Nacional, tendo concluído a Licenciatura em Violeta na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe de Alberto Nunes.

A sua formação foi orientada em diversos cursos de aperfeiçoamento e master-classes com Bruno Pasquier, Ana Bela Chaves, Gerard Caussé, Pedro Muñoz, Ceciliu Isfan e Antonieta Maestri.
Em 1995 foi finalista do Nível Médio do Prémio Jovens Músicos tendo sido distinguido com “Diploma de Mérito”.

Em Julho de 1998 participou na Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, ocupando o lugar de 2º Solista do naipe de Violas, sob a direcçao do Maestro Henri Gallois, tendo com esta orquestra participado em concertos em França, no Cairo, em Damasco, em Beirute e em Rabat, tendo como professor de naipe o Professor Bruno Pasquier.

Como músico convidado, já participou em concertos com Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Filarmonia das Beiras e Sinfonietta de Lisboa.

Integrou a digressão internacional Transparente da Fadista Mariza tendo realizado mais de 250 concertos nos mais prestigiados palcos de todo o mundo entre os quais: Alte Oper em Frankfurt, Philarmonie em Colónia, Berliner Philarmonie em Berlim, Royal Festival Hall e Barbican em Londres, Carnegie Hall em Nova Iorque, Royce Hall-UCLA em Los Angeles, Olympia e Théatre des Champs Elysées em Paris, Sydney Opera House, Dewan Fil. Petronas em Kuala Lumpur, Oriental Arts Center em Shangai, LG Arts Center em Seoul entre outros.

Em 2005 foi convidado a integrar o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa para ocupar o lugar do seu Mestre, António de Oliveira e Silva, membro fundador do GMCL onde trabalhou sob a direcção vários maestros tendo estreado obras de diversos compositores, tanto nacional, como internacionalmente (Itália, Inglaterra, Dinamarca, Croácia, Eslovénia, Espanha). Participou na gravação de quatro CDs do GMCL: três com obras de Jorge Peixinho (2007, 2010 e 2016) e em “Caminhos de Orfeu” (2012), com obras encomendadas e estreadas pelo GMCL. Gravou ainda no CD Música para Poesia Portuguesa com música de Clotilde Rosa (2008). No GMCL apresentou “Le Marteau sans Maître” de P. Boulez em 2ª audição em Portugal.

Desenvolve paralelamente à música erudita uma participação regular em concerto com músicos das mais variadas vertentes musicais, do fado ao Jazz e à música africana.

Atualmente, Ricardo Mateus é professor de Violeta e de Orquestra na Escola de Música do Conservatório Nacional, em Lisboa, com elevado reconhecimento artístico e pedagógico, contando com vários alunos seus premiados em concursos, quer em Voleta quer ainda em Música de Câmara.

Paralelamente, tem desenvolvido uma atividade regular no campo da música antiga, colaborando com a Camerata Joanina e com o Quarteto Santa Cruz.

É membro fundador do Quarteto Camões.