Pedro da Silva Martins, autor de canções e guitarrista

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Pedro da Silva Martins

Autor . Guitarra

Autor de canções e guitarrista português celebrizado pelo grupo Deolinda, Pedro da Silva Martins nasceu em Lisboa, a 11 de maio de 1976. Escreveu canções para outros artistas e intérpretes como Mariza, Ana Moura, António Zambujo, Cristina Branco, Helder Moutinho, Melech Mechaya, Anabela, Marafona e Rita Redshoes.

Foi autor de vários textos e argumentos para televisão portuguesa. Como músico, foi membro fundador do grupo “Bicho de 7 cabeças”, onde se destacou como letrista.

Em 2006, surgiu o grupo Deolinda, a partir de 4 canções que compôs. É o autor de todas as músicas e letras do grupo. Alguns dos principais sucessos musicais da banda são Movimento Perpétuo Associativo, Fon Fon Fon, Fado Toninho, Clandestino, Mal por Mal, Um Contra o Outro e Passou por Mim e Sorriu ou Seja Agora. É ainda autor da letra e da música Parva que Sou que rapidamente se tornou um hino da juventude.

Em 2013 venceu o Prémio “Melhor Canção do Ano” de 2012 com o tema “Desfado”, escrito para o disco homónimo de Ana Moura, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores. A mesma canção ganha, em Maio de 2013, o Globo de Ouro para Melhor Canção.

Em 2014, o álbum “Desfado” ganha o prémio Amália para melhor disco, com a seguinte menção honrosa ao tema: “O júri decidiu atribuir o prémio a este álbum pelo que ele encerra de qualidade poética, musical e interpretativa. Mas, sobretudo, brindar a originalidade do tema que lhe dá título e que em nada belisca a tradição, na inovação para a evolução”.

Em outubro de 2014, a convite do ilustrador João Fazenda, estreou-se na escrita para teatro na peça infantil intitulada “Retrato Falado”, que esteve em cena no Teatro Maria Matos.

Em novembro de 2014, foi uma das 30 figuras da música portuguesa escolhidas para a edição especial dos 30 anos da revista.

Em julho de 2015, edita o livro infantil “Porque Chora o Rei?”, do qual é co-autor com Leonor Tenreiro. O livro tem ilustrações de João Fazenda.

Em 2016, o álbum “Mundo” de Mariza, o qual inclui o tema “Saudade Solta” foi nomeado para os Grammy Latinos na categoria de “Melhor álbum pop contemporâneo em Língua Portuguesa”.

Em março de 2016, tinha 6 álbuns e 23 canções no top 30 nacional de vendas. Em dezembro do mesmo ano, foi um dos 16 autores convidados pela RTP a compor um tema para o Festival da Canção 2017. Em 2017 compõe para o novo disco da Lena d’Água. Em 2018 participou no disco “Nação Valente” de Sérgio Godinho.

Fonte: Wikipédia, 23 de junho de 2020

Partilhe
Share on Facebook
Facebook