pianista Pedro Blanco

Pedro Blanco

Composição

Pedro Buenaventura Santiago Blanco Lopez nasceu na cidade de Leon em Espanha em 1883 e radicou-se no Porto desde 1903 até à data da sua morte em 1919.

Filho do músico Mateo Blanco del Rio e Emília Lopez Moya, iniciou os estudos musicais com o seu pai. Em finais do século XIX recebeu uma bolsa de estudo da Députation da Província de Leon para estudar no Real Conservatório Superior de Música de Madrid, (1896 – 1901) onde recebeu o Primeiro Prémio de Piano em 1902.

Foram seus professores Juan Cantón Francés (Harmonia), Felipe Pedrell (História da Arte) e Andrés Monge (Piano). Estudou também Órgão e Cantochão. Iniciou em 1902 a carreira como concertista (piano), que o trouxe ao Porto, em 1903, onde fixa residência com a família.

Realizou diversos concertos a solo e integrado em agrupamentos de câmara, tais como o Casino de Espinho, ou o Clube de Fenianos. Nesta cidade leccionou piano a nível particular, tendo promovido inúmeras audições dos seus alunos. Durante as duas primeiras décadas do século XX realizou diversas actuações em Espanha, França e Portugal.

Tornou-se correspondente de algumas publicações culturais onde publicou diversos artigos com particular incidência sobre o intercâmbio cultural entre Portugal e Espanha.

Manteve diversa correspondência com personalidades dos vários campos artísticos, particularmente com músicos como Filipe Pedrell, Joaquin Turina, Rogelio Villar e Tomás Bréton, mas também com Claude Saint-Saëns e Maurice Ravel.

Integrou o primeiro corpo docente do Conservatório de Música do Porto, onde leccionou a disciplina de Piano (1917 – 1919). Em 1917 ganhou o 1.º Prémio de Composição do Circulo de Bellas Artes de Madrid com a Suit para Orquestra Añoranza.

Pedro Blanco morreu prematuramente em 1919 com 35 anos de idade, vítima da chamada gripe espanhola ou gripe pneumónica. Encontra-se sepultado neste cidade em jazigo de Família no Cemitério de Agramonte.

Após a sua morte, todo o seu espólio ficou conservado no seio da sua família em Portugal.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook