Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim

Orquestra

Criada em 19 de Outubro de 2002 pelo Município da cidade, a Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim é a consequência lógica da acção regular das Orquestras de Cordas e Sopros da Escola de Música da Póvoa de Varzim desde 1989, e da actividade centenária da Banda Musical da Póvoa de Varzim.

O projecto, de âmbito claramente regional e nacional, insere-se numa estratégia de desenvolvimento da cultura musical da população, essencialmente no repertório orquestral, permitindo que aquela consiga adquirir hábitos de frequência de concertos, a médio prazo, a fidelização de públicos de todas as faixas etárias (especialmente a mais jovem) conducente à exigência qualitativa e desenvolvimento do sentido crítico.

Com a criação da Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim, formada predominantemente por finalistas ou recém-formados instrumentistas oriundos das Escolas Superiores de Música e Uni-versidades portuguesas, pretende-se assegurar o acesso da população da região às obras-primas do repertório sinfónico dos finais do século XVIII até aos nossos dias, mediante a apresentação de concertos regulares ao longo do ano. Paralelamente, a Orquestra apresenta-se como um privilegiado instrumento de trabalho do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim na preparação e execução de obras enco-mendadas a compositores portugueses contemporâneos; assegura a gravação periódica dessas encomendas para edição e divulgação em modernos suportes digitais; e pretende motivar os jovens instrumentistas para a prática orquestral.

Como objectivo de grande relevância, a Orquestra garante formação contínua aos elementos mais jovens, devidamente enquadrados por chefes de naipe já com provas dadas. Visando assegurar a melhor eficácia artística dos seus membros, a preceder cada série de concertos tem-se recorrido a estágios orientados pelo Maestro Osvaldo Ferreira, fundador e Director Musical da nova formação. Ao longo de 2002 e 2003, apresentou-se em diversos concertos na Póvoa de Varzim e Porto, e participou no encerramento da XXV edição do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, em Julho de 2003. Alguns solistas e agrupamentos como a soprano Sílvia Mateus, os violinistas Daniel Rowland e Heloísa Ribeiro, o pianista Miguel Magalhães e o Coro da Sé Catedral do Porto participaram nas suas actuações.

Gravou dois CDs para a Numérica, sob direcção do Maestro Osvaldo Ferreira: Um Natal Portu-guês – canções tradicionais de Natal trabalhadas pelos compositores Carlos Azevedo, Fernando C. Lapa, Fernando Valente e Eugénio Amorim, com a participação da soprano Sílvia Correia Mateus e do Coro da Sé Catedral do Porto; e Obras Encomendadas pelo Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (composições de Eurico Carrapatoso, Eugénio Amorim, Fernando C. Lapa e Carlos Azevedo), cuja publicação foi elogiosamente acolhida pela crítica – “(…) iniciativa tão interessante e inovadora no contexto português”; “São raros aqueles pro-jectos que reúnem, de forma tão completa e coerente quanto este, todas as etapas da produção musical, desde a encomenda das obras até à sua difusão em concertos ao vivo e mediante o suporte CD, passando por uma dimensão social e pedagógica evidente no aproveitamento artístico de identidades culturais e do capital humano saído dos estabelecimentos de ensino superior. Este CD acaba por ser o objecto de todos esses esforços, e só por isso merece ser destacado nos termos mais elogiosos. Para além disso, apresenta qualidades musicais notáveis, que se revelam desde o início da sua audição. (…) Uma sonoridade cheia, excelente gestão dos planos sonoros e uma verdadeira ‘interpretação’ das peças em causa são qualidades que se evidenciam ao longo de todo o CD.” (Teresa Cascudo, in “Público” de 31 de Janeiro de 2004).

Em 2004, além da realização de cinco estágios pedagógicos e respectivos concertos públicos, a Orquestra protagonizou o encerramento da XXVI edição do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, com a participação do pianista francês Jean-Marc Luisada e da soprano Teresa Cardoso de Meneses, procedeu à gravação do seu terceiro CD preenchido com obras dos compositores Sérgio Azevedo e Cândido Lima, e desloca-se ao CAE da Figueira da Foz onde apresenta música de Natal com a soprano Petra Van Tendeloo.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook