Mário Neves, pedagogo e compositor

Mário Neves

Pedagogo . Compositor

Mário Neves (1918-1995) foi um músico e pedagogo português, marido da professora Delmary Neves, pianista e pedagoga.

Pianista, compositor, maestro e professor, o músico natural dessa cidade foi o fundador da Academia de Música de Espinho e lançou o respetivo Festival Internacional de Música, que teve em 2018 a sua 44.ª edição e continua a ser apontado como um dos eventos do género com maior longevidade no país.

O centenário do seu nascimento foi celebrado com uma edição especial ilustrada de algumas das suas obras para piano, de acordo com informação da Câmara Municipal de Espinho e a família do homenageado.

O programa das celebrações integrou três concertos, um espetáculo de tributo e o encontro anual da Associação Europeia de Professores de Piano (EPTA, na sigla original), sendo o ponto-alto da iniciativa o lançamento da obra que reúne composições de Mário Neves, numa publicação em três volumes, com edição da Câmara Municipal de Espinho.

“O objetivo da família, neste centenário, era a edição das ‘Pequenas Peças para Piano’, há muito inacessíveis ao público”, declarou à Lusa o pianista Fausto Neves, filho do homenageado. “Ao assegurar a edição, a Câmara de Espinho desafiou os Neves a envolverem o lançamento com outros eventos musicais, em colaboração com a Academia.

Fonte oficial da Câmara de Espinho afirmou que “Mário Neves deixou uma obra importante para piano, com a intenção didática que foi o seu grande foco de atividade”, e nota que esse trabalho “sempre teve uma excelente aceitação por parte de docentes e discentes, numa primeira fase na Academia de Música de Espinho e, mais tarde, junto de muitos outros professores e escolas do país”.

Para isso contribuiu o facto de duas das suas muitas pequenas peças, destinadas essencialmente a principiantes, terem sido “escolhidas e publicadas num manual de piano editado em 1994 pelo Ministério da Educação, o que possibilitou a frequente execução dessas obras em concursos nacionais e em escolas de Norte a Sul de Portugal”.

A primeira das atividades destinada a assinalar o centenário de Mário Neves foi o concerto pela Orquestra Clássica de Espinho, no dia 28 de setembro de 2018, no Auditório da Academia de Música, com obras de Mozart e Beethoven, contando com Pedro Neves como maestro e Fausto Neves como solista.

Seguiu-se, de 05 a 07 de outubro, o encontro da Associação Europeia de Professores de Piano, que, devido ao centenário de Mário Neves, escolheu Portugal como destino do seu encontro anual de 2018. Além de concertos de abertura e de gala por músicos internacionais, a iniciativa incluirá também intervenções científicas por membros da estrutura.

Ainda no âmbito desse encontro de docentes realizou-se o lançamento de “Pequenas Peças para Piano”, numa edição ilustrada por Manuel Jorge Carvalho com grafismo musical de Jorge Alexandre Costa e revisão e organização de Delmary Neves e Fausto Neves.

O programa das comemorações encerrou no dia 13 de outubro, com o espetáculo de tributo a Mário Neves por familiares e amigos, o que levou ao Auditório da Academia de Música vários depoimentos gravados e atuações.

Entre as figuras que confirmaram presença nesse evento incluem-se outros músicos da família do homenageado, como Gisela Neves e Filipe Neves Curral, e ainda artistas como Pedro Burmester, Paulo Gaio Lima, Jorge Moyano, Álvaro Teixeira Lopes e Luís Filipe Sá.

[ Publicado na Meloteca a 29 de abril de 2020 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook