Marina Pikoul

Marina Pikoul

Composição

Marina Pikoul, pedagoga, compositora e pianista, nasceu em Moscovo, Rússia. Iniciou os estudos musicais sob a orientação da mãe, a pianista Ludmila Kajaeva. Participou nos concertos de seu pai, o compositor russo Vladímir Pikoul. Estudou na Escola Profissional Central Musical do Conservatório Superior Tchaikovsky para crianças sobredotadas, com os professores Yuri Smirnov-Tverskoy – Piano – e Tatiana Chudova – Composição. Estudou no Conservatório Nacional Superior de Música em Paris. Estudou composição com Paul Méfano na mesma altura em que realizou um estágio em Piano com o professor Bruno Rigutto.

A partir de 1994 leccionou Análise e Técnicas de Composição e Formação Musical em Portugal. Foi professora na ESMAE (Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, Porto) onde foi a primeira mulher a lecionar Composição.

É autora de canções e romances para voz e outros estilos musicais. Também é autora de um trio para oboé, violoncelo e piano, trio para violino, violoncelo e piano, quarteto de cordas, sonata para violino e piano “Sépia”, sonata para piano solo, suite “os Contos” para orquestra sinfónica, “Rojdénie” (Nascimento) para orquestra sinfónica, executado na Grande Sala de Conservatório Tchaikovsky, dirigido por N. Provatorov. Os romances escritos com a letra de N. Gumiliov foram encomendados pela Filarmónica de Moscovo.

Entre os intérpretes das suas composições destacam-se Elena Svechnikova, António Salgado, Cecília Fontes, Mafalda Leite, Mário Alves, Manuel Braz da Costa, Sofia Serra, Quarteto Lyra, Michael Schmidt, Guenrikh Elessin, Alexei Tolpigo, Alexei Eriomin, Kevin Wauldron.

Tem obras publicadas pela edição russa “Musika”. As suas obras mais recentes são:“Romance Sonâmbulo” para barítono, flauta, violeta, violoncelo e piano apresentado no Crucible Theatre em Sheffield, Inglaterra, no Europarque – Santa Maria da Feira e no Festival de Música de Aveiro; Prelúdio e Fuga para piano a solo, executado pelo Satoru Fujii no Japão; a ópera-musical “Margarita e Ele” , baseado na novela de Mikhail Bulgakov “Mestre e Margarita”, com música escrita em co-autoria com Natalia Pikoul.

Editou o ciclo de canções “San Simon”, escritas em co-autoria com Natasha Pikoul, baseadas na poesia medieval galaico-portuguesa. Com este trabalho ganhou o Grande Prémio do concurso “John Lennon” em Nova Iorque. Em 2012 foi nomeada para o Prémio Musical de Los Angeles com partitura contemporânea para cinema. Com Natalia Pikoul escreveu a Ópera “As campainhas da Macieira” com estreia no Festival das Artes em Coimbra, em 2013 pela Orquestra Clássica do Centro com Direcção de David Wyn Lloyd. Em 2012 com encomenda da Orquestra Clássica do Centro a presenta a obra no âmbito dos Encontros Internacionais da Guitarra Portuguesa da obra “Em Memória da Madrugada em Coimbra”, agora editado em CD.

Além de compositora, Marina Pikoul foi pianista e intérprete tendo realizado concertos quer em Portugal quer no estrangeiro, destacando-se nomeadamente Moscovo e Orel na Rússia, Londres e Sheffield em Inglaterra, Paris, Madrid, Porto ou Coimbra.

Faleceu a 21 de maio de 2019.

[ Bio facultada pela Orquestra Clássica do Centro e publicada na Meloteca a 23 de maio de 2019 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook