Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Mariana Portovedo

Flauta transversal

A flautista e professora de flauta Mariana Portovedo é licenciada em performance pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, onde frequentou a classe de Raquel Lima entre 2014 e 2017.

Iniciou os estudos musicais com 8 anos de idade, em Setembro de 2004, na Escola de Música da União Filarmónica do Troviscal, na classe de César Cravo. Apenas no ano seguinte iniciou as aulas de flauta transversal com David Sousa.

Aos 12 anos ingressou na Escola de Artes da Bairrada, em flauta, com Sofia Silva. No segundo grau, nesta mesma escola que frequentou até Junho de 2014, passou a ter como professora Catarina Silva, que acompanhou o seu percurso até ao ano referido, coincidente com o 8º grau.

Desde cedo frequentou masterclasses e workshops com ilustres flautistas e pedagogos como Nuno Inácio, Gil Magalhães, Alan Weiss, Vincent Lucas, Davide Formisano, Saleta Suarez, Filomena de Pasquale, Alena Walentin, Natalie Shwaabe e Phillippe Bernold.

Tem vindo a colaborar, também, com orquestras e ensembles, tanto em contexto académico como profissional, das quais se destacam a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Remix Ensemble, Banda Sinfónica Portuguesa, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra XXI, Orquestra do Norte e Orquestra Sinfónica da ESMAE, tendo a oportunidade de trabalhar com maestros de renome internacional, entre os quais André Granjo, Francisco Ferreira, Dinis Sousa, António Saiote, José Eduardo Gomes, Ernst Schelle, Ivo Venkov, Thomas Hauschild, Alex Schillings, Andreas Stoehr e José Pascoal Vilaplana.

Participou em concursos, nomeadamente no Concurso Internacional “Terras de La Salette”, em Oliveira de Azeméis, e Concurso Interno da Escola de Artes da Bairrada Prof. José de Oliveira. Neste último, foi laureada em 2013, com o 1º prémio na categoria E – solista e com o prémio especial Comendador Almeida Roque, com o segundo prémio na categoria de ensemble com direção, pelo ensemble de flautas “tutti-flutti” do qual foi fundadora em 2012, e em 2014 com o segundo prémio na Categoria E de solistas e primeiro prémio na categoria de ensemble sem direção.

Foi na temporada 2015/2016 solista B na Orquestra Sinfonietta de Gaia.

Integrou a orquestra que acompanhou a digressão da ópera “Cosi Fan Tutte”, de Mozart, no âmbito da pós-graduação em ópera da ESMAE entre Maio e Junho de 2017, que incluiu concertos em Portimão, Castelo Branco, Famalicão e Porto. Colaborou, ainda, com a Orquestra do Atlântico no âmbito do evento “Ópera do Património” em Setembro do mesmo ano.

Atualmente encontra-se a frequentar o Mestrado em Ensino da Música na mesma instituição onde se licenciou – ESMAE.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook