Mariana Pimenta soprano

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Mariana Pimenta

Soprano

Mariana Pimenta nasceu na ilha da Madeira, Portugal. Iniciou a sua atividade musical na actual Direção de Serviços de Educação Artística e Multimédia, no coro Infantil, dirigido por Zélia Gomes. Prosseguiu a sua formação em canto, frequentando o curso Profissional do Conservatório Escola Profissional das Artes da Madeira.

Após concluir a Licenciatura em canto e o Mestrado em Educação de Música, na Universidade de Aveiro, onde estudou na classe de canto de António Salgado e Joaquina Ly, Mariana continuou a sua formação no Conservatório Real de Haia, na Holanda, especializando-se em canto na Música Antiga. Aqui estudou com Jill Feldman, Maria Acda Maas, Michael Chance e Peter Kooij, terminando o mestrado em Canto na Música Antiga com nota máxima e distinção.

Como solista, Mariana tem vindo a cantar oratória de compositores diversos, como Georg Friedrich Händel, Jan Dismas Zelenka, Johann Adolph Hasse, Johann Sebastian Bach, Niccolò Jommelli, Jean-Baptiste de Lully, Marc-Antoine Charpentier, Dietrich Buxtehude, Antonio Vivaldi, Jean Gilles, e Gabriel Fauré.

Na Ópera, Mariana Pimenta terá a sua estreia no papel de Teofane, da ópera Ottone, composta por Händel, com a companhia Concerto Valiante. Anteriormente trabalhou com a companhia de ópera Opera2Day, na produção Mariken in de tuin der Lusten, composta por Calliope Tsoupaki, onde cantou com o ensemble Capella Amsterdam e também foi suplente de dois papéis nesta ópera.

Mariana trabalha com alguma regularidade na ilha da Madeira, onde cantou com a Orquestra Clássica da Madeira árias de ópera do século XIX e XX, teve recitais a solo com as pianistas Honor O’Hea e Aniko Harangi, cantou com a Orquestra de Bandolins da Madeira, e foi solista de um concerto integrante no Festival de Órgão da Madeira, com a organista portuguesa Edite Rocha.

Atualmente Mariana Pimenta é membro solista do ensemble La Banda Ariosa, liderado por Susanne Herre, onde canta árias de ópera italianas do século XVIII, antes raramente tocadas. Na sala de concerto Tivoli Vredenburg, em Utrecht, cantou canções de Mozart com o pianofortista Rogério Rodrigues, como pré-concerto do pianofortista Bart van Oort.

Como trabalho em ensemble, foi membro do Vocal Ensemble, dirigido por Vasco Negreiros, com quem cantou nos Dias da Música do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, Joanna Musica, dirigido por Mário Trilha, Musica Temprana, dirigido por Adrián van der Spoel, com quem gravou o último CD Missa Criolla, e também Dieci Voci, dirigido por Michael Chance.

Como coralista é membro freelance do Coro da Rádio da Holanda, cantando com regularidade no Concertgebouw em Amesterdão.

Mariana Pimenta foi dirigida por maestros, tais como Gustavo Dudamel, Valery Gergiev, Markus Stenz, Martin André, Christophe Coin, Kate Clark, Peter van Heyghen, Teun van der Zwart, Patrick Ayrton, Nicola Luisotti e Sigvards Klava, e cantou em diversos países, tais como Portugal, Holanda, Bélgica, Itália, Alemanha e Equador.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook