pianista Maria da Graça Amado da Cunha

Maria da Graça Amado da Cunha

Piano

Maria da Graça Amado da Cunha foi uma extraordinária pianista que chamou a atenção de compositores como José Viana da Mota, Luís de Freitas Branco, Fernando Lopes-Graça, e de Francine Benoit.

Aluna de Luís de Freitas Branco e Vianna da Motta no Conservatório Nacional, foi uma das mais distintas intérpretes da obra do compositor Fernando Lopes-Graça e destacou-se pela defesa e divulgação da música portuguesa.

Sobre esta pianista está aberta ao público uma exposição no Museu da Música Portuguesa / Casa Verdades de Faria uma exposição, assente no espólio doado pela família e incorporado em 2011 no Museu. A investigação em torno deste acervo contou com a colaboração do INET-MD (Instituto de Etnomusicologia – Música e Dança, e do CESEM (Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical).

Maria da Graça Amado da Cunha foi retratada em 1961 por Abel Manta, um dos mais destacados pintores modernistas portugueses. A pintura (óleo sobre tela 75,5 cm x 60,5 cm) encontra-se no Museu Nacional da Música, em Lisboa.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook