Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Marco Rodrigues

Trombone

Marco Rodrigues nasceu em 1998, em V. N. de Famalicão. Iniciou os estudos musicais em 2010, na Artave, na classe de trombone de David Silva.

Frequentou cursos de aperfeiçoamento com trombonistas como György Gyivicsan, Rui Pedro Alves, David Bruchez, Andreas Klein, Filipe Alves, Jarret Butler, Hugo Assunção, Stefan Schulz e Jamie Williams.

Participou em estágios de orquestra com os maestros Luís Carvalho, André Granjo, Luís Campos, Peter Askim, Fernando Marinho, Emílio de César, Otavio Mas-Arocas, Rafa Albors, Bernard Haitink, Luís Machado, David Bruchez, Cesário Costa, Vítor Matos e Ernst Schelle.

Ao longo do seu percurso escolar integrou as orquestras Artavinhos, Orquestra de Sopros Artave, Orquestra Artave, Orquestra dos Estágios Aproarte 2014 e 2015 e Orquestra PJM. No âmbito profissional trabalhou ainda com a Orquestra Stringendo (Zurique) e a Orquestra de Guimarães. Em música de câmara trabalhou com Paulo Silva, David Bruchez e Anne Jelle Visser.

Em 2012 obteve o 3º Prémio na categoria juvenil do Concurso Internacional Terras de La Salette, tendo obtido mais tarde, em 2015, o 1º Prémio na categoria júnior. Nesse mesmo ano foi-lhe atribuída uma bolsa de estudo da Fundação Yamaha. Em 2016 conquistou o 1º Prémio do I Concurso Internacional de Trombone em Castelo de Paiva, na sua categoria, tendo ganhou posteriormente o 1º Prémio na categoria Larry Wiehe (até aos 23 anos) no concurso da International Trombone Association na Juiliard School, em Nova Iorque. Em 2016 venceu a categoria de Trombone Superior no Prémio Jovens Músicos, tendo a oportunidade de interpretar a Ballade de Frank Martin com a Orquestra Gulbenkian sob a direcção do maestro Osvaldo Ferreira.

Em Outubro participou numa digressão a solo com a Orquestra de Jovens de Zurique em Portugal, onde teve a oportunidade de tocar nas mais conceituadas salas de concerto do país, sob a direcção dos maestros Luís Machado e David Bruchez. No passado mês de Novembro venceu o concurso para welcheposaune (2º e 3º trombone) da Orquestra da Tonhalle de Zurique, onde vai começar a trabalhar em Fevereiro. Encontra-se no 1º semestre do Bacharelato na ZHdK (Universidade de Artes de Zurique), na classe de David Bruchez.

2016

Partilhe
Share on Facebook
Facebook