Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Manuel Joaquim Soares

Tenor

Manuel Joaquim Soares concluiu os estudos superiores de Canto Teatral com elevada classificação na Fundação Conservatório Regional de Gaia, na classe de Mário Mateus.

No campo da Oratória, cantou a Missa Brevis KV 258 de Mozart, Missa Secundi Toni de Johann Ernst Eberlin, Missa de Strawinsky, Via Crucis de F. Lizt, Missa Crioula de Ariel Ramirez, Missa de Santa Cecília de Gounod, Te Deum de Eugénio de Amorim, Missa da Coroação KV 317 de Mozart, Oratória de Natal de Camile Saint-Säens, Requiem de Mozart, Missa Solene de Rossini, O Messias de Haendel, Jephte de Carissimi, Litania de Clotilde Rosa (estreia mundial da obra).

No campo operático, destacam-se os papeis de Bastien na ópera Bastien et Bastienne de Mozart, Lambertto na ópera Il Maestro di Musica de Pergolesi, Gaston na ópera La Traviata de Verdi, Tamino na Flauta Mágica de Mozart, D. Basílio nas Bodas de Fígaro de Mozart, Britaldo na representação da ópera Irene de Alfredo Keil, 100 anos após a última récita. Igualmente representada 100 anos depois, fez o papel de Simão na ópera Amor de Perdição de João Arroyo. Na estreia da ópera infantil A Árvore dos Sonhos de José Miguel Oliveira desempenhou o papel de Mário quando adulto. Já colaborou com diversas Orquestras, nomeadamente a Orquestra do Norte, Orquestra da Artave, Orquestra do Governo Regional da Madeira, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra da Fundação Conservatório Regional de Gaia e a Orquestra da Esmae.

Participou a convite do Real Teatro de Ópera de Câmara de Queluz em várias produções da opereta Viúva Alegre de Franz Lehar sob a direcção do Maestro Manuel Ivo Cruz, tendo desempenhado o papel de Camille de Roussillon. Com a Ópera de Câmara de Queluz, desempenhou também o papel de Fernando Magno em estreia absoluta da Ópera de Manuel de Faria Auto de Coimbra. Apresentou-se como tenor convidado na Ilha de Bali, Indonésia com árias e duetos de Pucinni, num espectáculo “Bohemian Voyage”.

Tem-se apresentado frequentemente um pouco por todo o país com árias e conjuntos de ópera e oratória.

Trabalhou com maestros como: Mário Mateus, Manuel Ivo Cruz, José Ferreira Lobo, Gunter Arglebe, Belarmino Soares, António Soares, Dominique Rouits, Sérgio Ferreira, Luís Carvalho, Armando Vidal, Nayden Todororov, Kamen Galeminov, Robert Gutter ou Ovidiu Marinescu.

Integra actualmente o Grupo de Música Vocal Contemporânea onde participou na 1ª audição absoluta em Portugal da Paixão Segundo S. João de Arvo Pärt, Cântico do Sol de Sophia Gubaidulina, (também uma primeira audição em Portugal), entre outras obras. Trabalhou com Cristhoph Rosel no âmbito do Festival Internacional de Música Barroca em 1998.

Estudou Lied e Oratória com Paul Von Schillawsky e Interpretação Cénica com Fernanda Correia. Fez Masterclasses com professores como: Ileana Cotrubas, Rudolf Knoll, Rudolf Pierney, Gundula Janowitz, Charles Spencer, Hilde Zadek e Enza Ferrari.

É docente na Fundação Conservatório Regional de Gaia, instituição onde concluiu o curso Superior de Direção Musical.