Manuel Ivo Cruz dirigindo

Manuel Ivo Cruz

Direção de orquestra

Manuel Ivo Cruz terminou como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, o Curso de Direção de Orquestra da Academia Mozarteum, da Universidade de Salzburgo, na classe de Gerhard Wimberger, com alta classificação.
De regresso a Lisboa, assumiu o posto de Maestro Diretor Titular da Orquestra Filarmónica de Lisboa. Colaborou sempre ativamente nas temporadas de ópera do Teatro da Trindade e nas de concerto da Orquestra Sinfónica da RDP, da Sinfónica do Porto e da Orquestra Gulbenkian. Com esta última realizou digressões em Portugal, África e Espanha.

Manuel Ivo Cruz apresentou-se em concertos e espectáculos de ópera, com muito êxito da crítica e do público, em diversos países, como Espanha, Alemanha, Estados Unidos, Grécia, Brasil, República Popular da China, Itália, Marrocos, Bulgária, Macau, França, Rússia, Polónia, Venezuela e Áustria. Como Maestro de ópera foi Maestro-Diretor no Teatro Nacional de São Carlos até à extinção dos quadros artísticos.

O seu repertório inclui numerosas óperas da programação tradicional e de compositores contemporâneos, tendo atuado sob a sua direção alguns dos maiores cantores da actualidade lírica mundial.

Foi o primeiro Maestro Titular da Orquestra Clássica do Porto, fundador e diretor dos Cursos Internacionais de Música da Costa do Estoril, membro do Conselho Científico da Escola Superior de Música do Porto e Presidente do Círculo Portuense de Ópera.

Em 1969, o Orpheon Portuense atribuiu-lhe o Prémio Moreira de Sá. Foi Presidente da Ópera de Câmara do Real Theatro de Queluz. Foi professor de Direção de Orquestra e Estúdio de Ópera nos Cursos Internacionais de Brasília e no Conservatório Superior de Gaia.

Deu, além disso, cursos na Universidade do Pará e em S. Paulo. Tem trabalhos publicados de musicologia e discos gravados nas etiquetas Numérica, Tecla, EMI, Jorsom e Solemio. Foi Sócio Honorário da Sociedade Brasileira de Musicologia, Sócio Correspondente da Academia de Letras e Música do Brasil, Membro Individual do Conselho Português da Música, da Associação Portuguesa de Ciências Musicais, Fundador e Vice-Presidente da Conferénce Européenne de la Musique e do Observatoire Européen des Sciences, des Techniques et de l’Economie de la Musique, organismos comunitários.

É Oficial do Mérito Cultural e Artístico (França), da Ordem do Rio Branco (Brasil) e Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique e da Ordem de Mérito da Cruz Vermelha Portuguesa. Recebeu a Medalha de Ouro do Orfeão de Leiria e o Galardão Cultural da Câmara Municipal de Leiria.

Licenciado em História e Filosofia pela Universidade de Lisboa, Manuel Ivo Cruz foi também Diretor Pedagógico do Conservatório de Música da Maia e responsável pelo plano editorial da empresa Renascimento Musical Editores, Lda., dedicada essencialmente às obras de compositores portugueses. Filho do também maestro Ivo Cruz, faleceu, aos 75 anos, a 25 de Dezembro de 2010.

27 Dezembro 2010

Partilhe
Share on Facebook
Facebook