Luiz Filipe Marques

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Luiz Filipe Marques

Barítono

Luiz Filipe Marques nasceu na Póvoa de Varzim e iniciou aos 5 anos a sua aprendizagem musical no seio de família melómana.

Frequentou o Curso de Direito na Universidade de Coimbra.

Regressou ao Porto e terminou o Curso de História (Artes) na Faculdade de Letras do Porto. Aí cantou como Solista no Coral de Letras sob a direção artística de José Luís Borges Coelho.

Frequentou as classes da Professora Fernanda Correia, como aluno do Curso Superior de Canto da Escola de Música do Porto e continuou trabalhando com a mesma professora no Conservatório Superior de Música de Gaia, onde terminou o Curso Superior de Canto Teatral com a classificação máxima (20 Valores).

Frequentou ainda várias classes de aperfeiçoamento com António Salgado, Hilde Zadeck, Gundula Zanowitz, Charles Spencer, Laura Sarti, Norma Silvestre, Elizabeth Matos, Enza Ferrari e Montserrat Caballé – Zaragoça 2007.

No domínio operático interpretou como solista: Mozart – Die Zauberflöte (Papageno), Mozart – Le Nozze di Figaro (Conde), Stravinsky – Le Roussignol (Imperador), Verdi – La Traviata (Dottore), Donizetti – D. Pasquale (Dr. Malatesta) e Britten – The Litle Sweep (Sweep).

No campo da oratória participou em: Cantata Ich Habe Genug (Bach) Missa da coroação (Mozart), Missa das Catedrais (Gounod), Missa Solene (Dvorák), Requiem (Mozart e Fauré), para além da já habitual participação na Missa Solene do dia de Santa Teresa de Ávila, na Catedral da mesma cidade. Com este coro cantou, também, no Vaticano perante o Papa Bento XVI, Vésperas Solenes em S. Pedro e em Roma na Igreja de S. Maria della Vitoria.

Tem-se apresentado com maestros como: Rui Massena, António Ferreira dos Santos, Mário Mateus, Filipe Veríssimo, José Ferreira Lobo, Armando Vidal, António Queirós, Mário Claro, Manuel Ivo Cruz, Miguel del Castillo e Colin Davis (A Flauta Mágica – em Madrid e Escorial).

Em música contemporânea estreou em Lisboa uma composição de Cândido Lima, com poesia de Fernando Pessoa, com acompanhamento orquestral. Ainda neste campo protagonizou a Cantata de S. Sebastião, de Ferreira dos Santos, para grande coro e orquestra (narrador).

Lecciona (Canto) na Escola de Música da Associação Musical de Pedroso, colaborando, também, como solista, com o coro desta Associação e tem efectuado várias audições em Lisboa, nomeadamente, no Teatro Nacional de São Carlos, Orquestra Metropolitana de Lisboa e na Fundação Calouste Gulbenkian.

Participou como solista, no Concerto da Assembleia da República (21/01/08) e também na missa comemorativa do Centenário do Regicídio de S. M. Rei D. Carlos e do Príncipe Real D. Luís Filipe, na igreja de S. Vicente de Fora, em Lisboa (01/02/08).

Em 22/02/08 realizou como solista um recital Ibérico nos Passos dos Duques de Bragança, em Guimarães, acompanhado pelo pianista João Queirós.

Faz parte do coro de solistas da Casa da Música.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook