maestro Luís Gonçalves

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Luís Gonçalves

Direção de orquestra

Natural de Lisboa, Luís Gonçalves iniciou os estudos musicais na Banda dos Bombeiros Voluntários de Loures com o maestro Alfredo Rosa Santos, ingressando posteriormente no Conservatório Nacional de Lisboa.

Com 14 anos integrou orquestras de renome como a Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian e Teatro Nacional do São Carlos, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra da Comunidade Europeia, entre outras.

Ao longo da sua carreira tocou sob a regência de vários maestros portugueses e internacionais, como solista.

É solicitado regularmente a tocar em teatros, musicais, estúdios e televisão. Na sua carreira internacional destacam-se várias digressões mundiais com: Luciano Pavarotti, Andrea Bocelli, Mirella Freni, Chris Bowater, Woody Allen, Daniela Abreu entre outros.

Na sua carreira nacional, trabalhou com vários artistas como: Tony Carreira, Paulo Gonzo, Fernando Tordo, Mísia, Herman José, Sérgio Godinho, Filipe La Féria, Simone de Oliveira e Vitorino, com todos eles gravou vários discos.

Em 1989 ingressou na Banda da Armada Portuguesa onde ocupou o posto de 1.º Sargento Músico, como solista, professor e chefe de naipe.

Leccionou em vários conservatórios e escolas de música.

Gravou como solista em trombone a obra “A Quinta da Amizade”, editada pela Foco Musical em Portugal, Espanha e Brasil, com a Orquestra Didática da Foco Musical, onde é solista deste a sua fundação.

Em 2004 gravou o seu primeiro CD a solo – “Trombowater”, distribuído em Inglaterra e Portugal, recebendo a medalha de prata da Câmara Municipal de Loures. Em 2006 gravou o CD “Era uma vez um Rei” com narração de Bárbara Guimarães.

Desde 2000 até 2012 que é convidado como executante de trombone na Grapevine Internacional, em Lincoln, UK.

Estudou na Worship Academy em Inglaterra, conclui em 2009. Ocupa, actualmente, o lugar de chefe de naipe na Orquestra da Companhia Portuguesa de Ópera.

Luís Gonçalves é autor de várias obras para orquestra sinfónica e música de câmara.

Dirigiu como maestro várias Orquestras nacionais e internacionais: Inglaterra, Alemanha, África do Sul e Estados Unidos da América. É maestro convidado da Orquestra Didática da Foco Musical para o Brasil, onde tem dirigido A FLORESTA D’ÁGUA, de Jorge Salgueiro.

Atualmente é o maestro titular da Nova Orquestra Sinfónica.

Fundou e preside ao Espaço Nova Vida – Associação de Solidariedade Social – IPSS em 2013 na Ramada e em 2017 na Pontinha, Odivelas.

[ Bio publicada na Meloteca a 12 de setembro de 2019 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook