Padre Luís de Sousa Rodrigues

Luís de Sousa Rodrigues

Composição

Luís (de Sousa) Rodrigues (n. Rande, Felgueiras, 06 Jul. 1906; m. Porto, 24 Abr. 1979) foi padre, compositor, maestro, pedagogo e musicólogo. Embora já no início do século XX houvesse no Porto padres a compor música religiosa à volta do editor e compositor Eduardo Fonseca, Luís Rodrigues marca a renovação da música sacra que teria, na Igreja da Lapa e em Ferreira dos Santos, pontos artísticos de altíssimo nível, sendo, nas décadas de 40-60, uma figura respeitada na música religiosa nacional.

No Conservatório do Porto, estudou harmonia, contraponto e fuga com Cláudio Carneyro. Nomeado professor de canto gregoriano, no Seminário Maior de Nossa Senhora da Conceição (Porto), em 1930, completou os conhecimentos de cantochão que adquirira enquanto seminarista com o estudo nas abadias beneditinas de Saint-Wandrille e Saint Pierre de Solesmes (França).

A partir de 1936, fez um curso de correspondência com o pedagogo e compositor francês Charles Koechlin (n. Paris, 27 Nov. 1867; m. Le Canadel, 31 Dez. 1950). Na Igreja da Lapa (Porto), de que foi reitor a partir de 1940 durante mais de 3 décadas, dinamizou a música sacra, e fundou, em 1958, o Coro de São Tarcísio.

A sua obra musical revela uma influência da música popular, nas cadências, ritmos e harmonias, nas quadras musicadas para crianças, a par de uma linguagem erudita, para coros, órgão e orquestra, com técnicas harmónicas modernistas. Além das suas publicações sobre estéticas musicais e compositores diversos com intenções pedagógicas, fez crítica musical e escreveu sobre aspectos do canto gregoriano e do órgão, para a Révue du Chant Grégorien (Paris), Coecilien Vereins Organ (Colónia), Gazeta Musical e Lumen (Lisboa). Foi agraciado, a título póstumo, com o grau de Oficial da Ordem de Santiago da Espada.

OBRAS SACRAS PUBLICADAS

Rosa Mística. (Cânticos religiosos a 2 v. e org). Porto, Edições Lopes da Silva, 1934.

Cânticos para a bênção do Santíssimo distribuídos por todos os dias voz com ou sem acomp. Porto, Edições Lopes da Silva, 1935.

Miscelânea Musical Religiosa cânticos e peças para org. Porto, Edições Lopes da Silva, 1937.

Ave Maria 4 v. i. e org. Porto: Edições Lopes da Silva, 1939.

Missa Credo in Unum Deum 2 v. i. e org. Roma, Ed. Casimiri, 1939.

Missa Laudate, pueri, Dominum (para crianças). Porto, Edições Lopes da Silva, 1939.

Cantantibus organis peças para harm. e org. sem pedaleira. Porto, Edições Lopes da Silva, 1941.

Sorrisos a Jesus Menino. Cânticos para a Novena e Festas de Natal para v. e org. Porto: Edições Lopes da Silva, 1942.

Missa Regina Caeli 2 v. i. e org. Porto, 1943.

Eucarísticas: cânticos para a Sagrada Comunhão v. e harm. Porto: Edições Lopes da Silva, 1944.

Manuale Officii et Missae pro Defunctis. Porto, Edições Lopes da Silva, 1944.

Rosas Brancas para v. e org. Porto, Edições Lopes da Silva, 1945.

Florinhas a Nossa Senhora cânticos para v. e org. Porto: Edições Lopes da Silva, 1946.

(1949) Subiu ao céu. Braga: Tip. “Missões Franciscanas”.

(1947) Hino a São João de Brito.

No lançamento da primeira pedra duma Igreja a edificar em honra de Nossa Senhora da Conceição de Montalegre. 1949.

Coral arcaico. Porto, 1953.

Te Deum laudamus 3 v. i. e org. Bergamo, Itália, 1955.

Missa Litúrgica 2 v. i. e org. Utrecht, Holanda, 1956.

Hosanna: composições para a cerimónia da Semana Santa ainda em latim, a uma e mais vozes. Porto: Editorial Crisos, 1958.

Missa Christus manet 4 v. i. e org. Utrecht, Holanda, Van Rossum, 1959.

OBRAS PUBLICADAS SEM DATA

Oração pela paz. Porto, Edições Lopes da Silva.

Missa dos Anjos. Porto, Edições Lopes da Silva.

Hino ao Papa. Porto, Edições Crisos.

Coração Divino. Porto, Editorial Perpétuo Socorro.

Veni Sancte Spiritus. Porto, Editorial Perpétuo Socorro.

Te igitur composições fáceis para org. Bergamo, Stamparia Musicale Carrara.

Duo cantica 4 v. desiguais a capella. Utrecht, Van Rossum.

OBRAS PROFANAS

Meu Portugal grande coro orfeónico para 4 v. i. Porto: Edições Lopes da Silva, 1939.

OBRA LITERÁRIA PUBLICADA

Música Sacra: História e legislação. Porto, Edições Lopes da Silva, 1943.

Débussy: Bibliografia e comentários. Porto, Edições Lopes da Silva, 1945.

Mussorgsky. Porto, Edições Lopes da Silva, 1945.

Tratado de Canto Gregoriano e Polifonia Sagrada. Porto, Seminário Maior, 1946.

António José Ferreira