Luís Coelho, saxofonista natural de Paredes, 2022

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Luís Coelho

Saxofone

Natural de Paredes, Mestre pela Universidade do Minho, Luís Coelho tem desenvolvido grande atividade tanto a solo como em música de câmara ao longo da sua vida.

É membro fundador do Iberian Quartet, com o qual já se apresentou em Portugal, Espanha e Croácia, bem como do Merus Ensemble.

Pretende apresentar-se enquanto solista e músico de câmara, trabalhando regularmente no Echoes Duo, juntamente com o pianista Bernardo Pinhal, Iberian Quartet e em projetos a solo, que envolvem encomenda de obras a jovens compositores.

Em 2016 fundou, juntamente com um português e dois espanhóis, o quarteto de saxofones internacional Iberian Quartet, com o qual já se apresentou em Portugal e Espanha (San Sebastian, Astúrias, Braga, Guimarães). Foram selecionados para fazer um concerto no Congresso Mundial de Saxofone, em Zagreb, Croácia, 2018, bem como, para o Festival Internacional de Música de Piantón, Astúrias, Espanha. Já em 2019 tocaram no Museu Marta-Ortigão, Porto, em Arafo, Tenerife, a solo com a Banda Filarmónica de Nivaria, onde interpretaram a obra Spotlights de Thomas Doss, e também no Consell Català de la Música, El Jardí dels Tarongers em Barcelona. Em 2022 estrearam o seu novo espetáculo, intitulado “Celebrar Granados”, no Norte de Portugal, com direito a 3 concertos.

Luís Coelho fez variados cursos de aperfeiçoamento do instrumento com Jean-Marie Londeix, Vincent David, Antonio Felipe Belijar, Jean-Yves Fourmeau, Arno Bornkamp, Jêrome Laran, Otis Murphy, Tomás Jerez Munera, Timothy McAllister, Mario Marzi, Albert Juliá, Nicolas Prost, Quatour Morphing, João Pedro Silva, entre outros.

Participou em vários estágios de orquestra sob direção dos maestros Francisco Ferreira, Paulo Martins, Rafael Pascual Vilaplana, António Victorino de Almeida e Francesco Belli, estes dois últimos com a Orquestra Sinfónica da Universidade do Minho. Fez parte, também, da orquestra de sopros do CMP, dirigida pelo Maestro Fernando Marinho, com quem participou na gravação do CD “Ouverture to Avalon”.

Já atuou a solo em palcos muito importantes, tais como, CCB, inserido no programa dos 1001 Músicos, na Casa da Música, e também atuou a solo com a orquestra contemporânea do CMP, executando o Concertino da Camera de Jacques Ibert. Tocou a solo, também, com o Ensemble de Saxofones do Minho, interpretando o Concerto de Alexander Glazounov.

Integrou a Orquestra de Saxofones do Minho, com quem atuou em prestigiados locais, um deles foi no Auditório Soares Louro, nos estúdios da Antena 2, em direto para a Rádio.

Em 2014 participou na estreia mundial da Sinfonia nº6 (UMinho) de António Vitorino d’Almeida, dedicada à Universidade do Minho, que nesse mesmo ano foi vencedora do Prémio SPA para “Melhor Trabalho de Música Erudita”.

Em 2016 foi convidado para ser o saxofonista a ter masterclass sobre a o Concerto de Glazounov, orientado pelo famoso saxofonista Jean-Marie Londeix, no Festival Internacional Saxofone de Palmela.

Em 2017 fez a estreia mundial do seu próprio arranjo para ensemble de saxofones da obra Concerto para Cordas, de Joly Braga Santos, no Congresso Europeu de Saxofone com o Ensemble de Saxofones do Minho, que decorreu no Porto.

Luís Coelho é artista Selmer e Artway Showcase.

Escolas
  • Escola da Banda de Vilela: 2012-2018
  • Substituição na Academia Música de Castelo de Paiva: Maio de 2017
  • Substituição na Academia Música Costa Cabral: Novembro e Dezembro de 2018
  • Estágio como Professor de Música na Academia Música Costa Cabral: 2018/2019
  • Escola da Banda de Cête: 2019 – Presente
  • Escola Banda de Paço de Sousa – 2020 – Presente
Classes de aperfeiçoamento de Saxofone:
  • Escola de Música de Esmoriz, em 2016;
  • II Curso Internacional de Saxofone, no Campus Musical de Arafo 2019, Tenerife.
    Conservatório de Guimarães, 2022
  • Banda Sanjoanense, 2022
Prémios
  • 1º Prémio ex-áqueo Concurso Interno do Conservatório do Porto 2011;
  • Vencedor do Prémio Casa da Música/CMP 2011, tendo efetuado um recital a solo inserido na sua programação na Sala 2 (Casa da Música);
  • Finalista do Concurso Jovem dos conservatórios Oficiais de Música (CJ.COM) 2012;
  • 2º Prémio (Ex-áqueo) do Concurso Jovens Músicos (PJM), na Categoria A| Solistas| Nível Médio 2012;
  • 2º Prémio no 1º Concurso Internacional Saxoporto, categoria A, em 2013;
  • 3º Prémio do Concurso Santa Cecília 2016, promovido pela Universidade do Minho.

Bio facultada por Luís Coelho, publicada na Meloteca a 13 de outubro de 2022

Músicos naturais de Paredes

Clique AQUI para saber mais sobre músicos do Concelho.

Partilhe
Share on facebook
Facebook