José Fernandes da Silva, padre compositor, natural de Barcelos

José Fernandes da Silva

Padre compositor

José Fernandes da Silva, padre e compositor de cânticos para a Liturgia, nasceu em Pereira, Barcelos, a 4 de setembro de 1936 e morreu em Vila Nova de Famalicão, a 27 de fevereiro de 2003.

Foi ordenado presbítero ou padre em 1960. Nos seminários de Nossa Senhora da Conceição, São Tiago e Seminário Conciliar (Braga), estudou com Manuel Borda e Manuel Faria (1953-1960).

Na década de 60, frequentou o Conservatórios de Música do Porto e o Conservatório de Braga e diversos cursos com especial destaque para as Semanas Gregorianas, em Fátima (1953-1958).

As suas composições, das quais 174 foram publicadas na NRMS (Nova Revista de Música Sacra) entre 1971-2003, privilegiam a participação cantada da assembleia. São melodias inspiradas na música tradicional e um acompanhamento harmónico simples ao órgão.

José Fernandes da Silva compõe sobre textos bíblicos ou de inspiração bíblica, recorrendo muitas vezes ao poeta Fernando Melro.

Após o Concílio Vaticano II, desenvolveu uma forte dinamização litúrgico-musical através dos encontros de liturgia na Arquidiocese e de uma Escola de Órgão, em Barcelos.

Com Manuel Faria, iniciou, em 1974, o movimento dos coros paroquiais. Foi presidente da Comissão Bracarense de Música Sacra e director da NRMS (1983-1988).

Recolheu e organizou provisoriamente o espólio das obras compostas por Manuel Faria, trabalho completado pela investigação de Cristina Faria.

Deu um importante contributo para a música litúrgica bracarense juntamente com os padres Manuel Faria, António Azevedo Oliveira, Manuel Simões e Joaquim Gonçalves dos Santos.

António José Ferreira

[ Músicos naturais de Barcelos ]