Jorge Almeida Lourenço Sousa

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Jorge Sousa

Trompete

Depois de ter começado os estudos musicais aos dez anos, no Conservatório de música da sua área de residência (São João da Madeira), Jorge Almeida Lourenço Sousa notabilizou-se logo em 1987 ganhando o primeiro prémio para jovens solistas, em nível médio, no concurso Juventude Musical Portuguesa a nível nacional.

Sublinhado esse feito, foi aproveitando as oportunidades que se lhe apresentavam e em 1993, por concurso público foi-lhe atribuído o posto de subchefe músico e chefe de naipe dos trompetes da Banda Sinfónica da Polícia de Segurança Pública.

No entanto e porque sempre quis continuar a evoluir os seus estudos musicais, em 1995, iniciou os estudos superiores na Academia Nacional Superior de Orquestra, no Curso Superior de Instrumentistas de Orquestra, tendo como professores Douglas Stephenson, David Burt, Robert Chambers e Philip Navat.

Na mesma escola e no decorrer dos seus estudos musicais, foi convidado pelo diretor artístico da Orquestra Metropolitana de Lisboa, Maestro Miguel Graça Moura, a ocupar temporariamente o lugar de Solista B, tocando ao lado do seu professor (Douglas Stephenson, Graduado na Juilliard School of music nos EUA). Essa excelente experiência, fez com que após a ausência do seu mestre, venha a ganhar o lugar de Solista Principal, por concurso Internacional.

No decorrer da sua estada nesta instituição, lecionou as Disciplinas de Pedagogia do Instrumento e Música de Câmara como professor convidado. Em 1998 ganhou o Concurso Internacional para o lugar de coordenador de naipe dos trompetes, ou seja, o lugar de principal trumpet na Orquestra Sinfónica Portuguesa do (Teatro Nacional de S.Carlos), onde ainda hoje, é elemento integrante da mesma.

Em paralelo com a atividade de Instrumentista de Orquestra, desenvolve, também, atividades como a de Pedagogo do Instrumento, passando por (Academia de música de Paredes, Escola Profissional de Música de Espinho, Instituto Piaget de Almada e atualmente no ativo a Universidade de Aveiro) Jorge Almeida, também tem desenvolvido uma carreira como Solista, destacando-se nos mais diversificados géneros e estilos musicais, nomeadamente no clássico, contemporâneo, Jazz e Pop.

Realizou concertos como solista nas Orquestras: sinfónica Portuguesa do Teatro Nacional de São Carlos, Filarmonia das Beiras, Clássica da Madeira, na Orquestra Sinfónica da Universidade de Tatuí do Estado de São Paulo, Banda Sinfónica Portuguesa na Orquestra Utópica e como artista convidado em muitas mais conceituadas Orquestras e Grupos de Câmara.

Relativamente ao jazz destacou-se a sua participação no projeto de originais de Marco Barroso com a Big Band (LUME). Grupo este que edita o seu primeiro álbum, referenciado como o melhor disco de originais do Ano 2014.

No campo de eventos, sublinha-se a sua presença, como artista convidado, na 2ª conferência Internacional de trompetistas ABT Brasil tocando ao lado de grandes nomes do trompete, tais como Adam Rapa, Rex Richardson, Gabriel Cassone e muitos outros. Como Jurado de Concursos Nacionais e Internacionais destaca-se o concurso para Quintetos de Metais, decorrido em Madrid onde o Presidência.

Júri no Prémio Jovens Músicos (Portugal), júri no Concurso Internacional RS, foi solista convidado no Congresso de Afañir Sevilha, participou na Conferência de Metais na Universidade de Córdoba, assim como no Conservatório Superior de Madrid. Fez parte como músico convidado no projeto( Amazónia) para a “Münchener Biennale”, efetuando concertos em Alemanha e Brasil, entre outros de menor relevância.

A convite da Fundação Orquestra Estúdio Capital Europeia da Cultura 2012, Guimarães, integrou o júri no concurso Internacional, à seleção dos candidatos ao naipe dos metais. Este acontecimento tão especial a nível Nacional, faz com que seja convidado a prosseguir a sua representação como Artista convidado nos programas mais especiais da programação.

Esteve presente no ITG 2012 nos EUA, dando expressão em concertos como diretor artístico, com o grupo de trompetes MATES GANG, todos eles seus alunos. Foi artista Internacional YAMAHA desde 2007 até meados de 2015,como tal, deu expressão aos seus compromissos artísticos , dando concertos, conferências Internacionais e tocado com grandes nomes do trompete como: Alen Vizutti, Rex Richardson, Gabriel Cassone, Adam Rapa, Michael Sachs entre muitos outros grandes nomes. No presente
momento é artista Internacional Vicent Bach.

[ Bio publicada na Meloteca a 12 de maio de 2019 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook