João Milheiro, trompete

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

João Milheiro

Trompete

João Miguel Pereira Milheiro nasceu em Santa Maria da Feira, a 3 de Abril de 1996.

Iniciou os estudos musicais aos 7 anos na Banda Musical de Santiago de Lobão. Aos 9 anos iniciou o seu percurso académico no Conservatório de Música de Fornos – Santa Maria da Feira, e posteriormente na Academia de Música de Castelo de Paiva, onde em 2013 conclui o 8º grau sob orientação de Sérgio Carvalho.

Ingressou na ESMAE no Porto, onde concluiu em 2016, com apenas 20 anos, a Licenciatura em Música na Variante Trompete, sob orientação de Kevin Wauldron. No mesmo ano, prosseguiu a sua formação na Universidade de Aveiro, concluindo o Mestrado em Ensino de Música, sob orientação de Jorge Almeida.

Foi premiado numerosas vezes em concursos como: Concurso de Música “Terras de La Sallete”, onde venceu o 1º prémio nas edições de 2006, 2007, 2008 e 2014; Concurso de Trompete da Póvoa de Varzim, sendo premiado em 2012 e 2018 com o 1º lugar e em 2013 e 2014 com o 2º lugar. Obteve o 2º prémio no Concurso Luso-Galaico Albertino Lucas em 2010. Nas “Olimpíadas Musicais” da Academia de Música de Castelo de Paiva conquistou o 2º lugar em 2010 e o 1º lugar em 2011 e 2012.

Participou em diversos classes de aperfeiçoamento e workshops orientados por prestigiados professores como Alex Klancar, Bruno Nouvion, Gábor Tärkovi, Gary Farr, Hakan Hardenberger, James Thompson, Jeroen Berwaerts, Jorge Almeida, Pierre Dutot, Reinhold Friedrich, Sérgio Pacheco, entre outros.

Em 2005 foi aceite no elenco efetivo da Banda e Orquestra Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira. Em 2018 foi admitido como músico efetivo da Orquestra da Costa Atlântica.

Teve ainda a honra de colaborar com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Orquestra Sinfónica da ESMAE, Orquestra Filarmonia das Beiras, Payva Symphonie Orchestra, Orquestra Filarmónica Portuguesa, Orquestra Clássica Invicta, Mvsica Antiqva do Porto, da qual é membro fundador, e ainda a orquestra Musicum Portucalense, entre outras.

Entre 2010 e 2015, foi diretor artístico da Banda Juvenil de Lobão. Em 2018 foi orientador de vários workshops sobre o tema “Trompete Natural”.

Na área da composição, destaca-se a sua obra para trompete e percussão intitulada “Last Run”.

Foi professor em escolas de música de várias instituições filarmónicas destacando-se a Tuna Musical Mozelense, onde no ano letivo 2018-2019 exerceu o cargo de diretor pedagógico. Atualmente é trompetista na Banda Sinfónica da Polícia de Segurança Pública.

[ Publicado na Meloteca a 10 de junho de 2020 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook