• Morada

    Indisponível

  • Telefone

    Indisponível

  • E-mail

    Indisponível

João Carvalho

Saxofone

João Carlos Braz Carvalho nasceu em Vila Franca de Xira, em 1994, e fixou residência em Almada. Aos 10 anos começou a aprender Saxofone na Escola de Música da Sociedade Filarmónica União Artística Piedense, com João Veríssimo. No ano letivo 2006/2007, ingressou na Escola de Música do Conservatório Nacional, onde estudou com Rita Nunes nos regimes articulado e supletivo. Mais tarde, completou o Curso Profissional de Música na mesma escola com Hélder Alves.

Já em 2017 terminou a Licenciatura em Saxofone na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe de José Massarrão.

Participou em diversos concursos nacionais e internacionais, entre os quais arrecadou o 3º prémio no Concurso Interno do Curso Profissional EMCN/INATEL (2011) e o 2º prémio na Categoria Superior do Concurso de Saxofones e Clarinetes “Sons de Cabral” (2015).

Ao longo do seu percurso académico e profissional, fez parte de diversas formações de música de câmara, entre as quais se destacam ensembles de saxofones, quartetos de saxofone, duos de saxofone, saxofone/percussão e saxofone/piano, e sexteto de sopros. Com estas formações, trabalhou com os professores Francisco Sequeira, Cândido Fernandes, Luís Gomes, Rita Nunes, Fernando Fontes e Nuno Inácio.

Teve oportunidade de fazer concertos com ensemble de saxofones nas mais diversas ocasiões, como nos “Concertos de Inverno” e “Concertos de Verão” no Rotary Club Lisboa-Estrela, com quarteto de saxofones em palcos como o Museu do Oriente, o Festival Internacional de Saxofones de Palmela (2012), Fundação Sarah Beirão, Largo do Camões, entre outros.

No ano lectivo de 2016/2017, no âmbito da disciplina de Música de Câmara da Escola Superior de Música de Lisboa, fundou o grupo Opus6teto, um sexteto de sopros com o qual fez inúmeros concertos, após vencerem vários concursos internos da escola. Destes concertos destacam-se o Concerto Promenade (Fevereiro de 2017) no Museu da Fundação Calouste Gulbenkian, o Concerto de Encerramento de os “Dias do Conservatório” na Escola de Música do Conservatório Nacional (no qual estrearam uma obra em território nacional), e o Festival da ESML, no S. Luiz Teatro Municipal.

Teve a oportunidade de trabalhar com os mais conceituados saxofonistas a nível mundial, exemplo disso são as classes de aperfeiçoamento com: Jean-Marie Londeix, Arno Bornkap, Alfonso Padilla, Joaquín Franco, Jérôme Laran, Otis Murphy, José Massarrão, Henk van Twillert, Gilberto Bernardes, Fernando Ramos, Rodrigo Lima, Ricardo Pires, Artur Mendes e Hélder Alves.

João Carvalho frequentou também diversos estágios de orquestra de sopros, com os maestros Luís Clemente, Délio Gonçalves, Bert Appermont, Jean-Sébastien Béreau, Craig Kirchhoff, tendo-se apresentado a solo com a Banda Sinfónica da Polícia de Segurança Pública, no âmbito do 2º Estágio “Semana Académica”, sob a regência do Maestro Comissário Ferreira Brito.

Colaborou diversas vezes com a Orquestra Sinfónica Juvenil, com a Orquestra Sinfónica de Cascais e Oeiras e com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, com as quais teve a oportunidade de trabalhar com os maestros Christopher Bochmann, Nikolay Lalov e a maestrina Joana Carneiro. Também participou como intérprete em musicais no Teatro da Trindade.

Como pedagogo, orientou masterclasses no Conservatório de Carnide e orientou o naipe de saxofones do IV Estágio de Orquestra de Sopros do Vale Varosa.

Leciona na classe de Saxofone na Escola de Música da Sociedade Filarmónica União Artística Piedense, no Conservatório de Música de Cascais, no Conservatório de Música de Almada, na Academia de Música Bloom e no Colégio de Santa Maria.

Encontra-se neste momento a frequentar o Mestrado em Ensino da Música na Escola Superior de Música de Lisboa.

[ Bio publicada na Meloteca a 13 de setembro de 2019 ]

[ Músicos naturais de Lisboa ]