Joana Vieira clarinete

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Joana Vieira

Clarinete

Joana Isabel Pinheiro Vieira iniciou os estudos no Clarinete, em 2002, na Academia de Música de Castelo de Paiva, na classe do professor Vítor Pereira. No ano lectivo 2007/2008 ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho, onde continuou os estudos na classe de Vítor Pereira.

Enquanto aluna já da Escola Profissional de Música de Espinho ganhou o 1º prémio na categoria D do Concurso Interno na AMCP, em 2007. No ano letivo de 2008/2009, participou no curso de clarinete, com António Saiote, da “Escuela Internacional de Música da Fundação Príncipe de Astúrias”, onde foi entrevistada pelo Jornal “El comercio”, e no ICA (Internacional Clarinet Association) em Portugal, onde foi convidada a tocar para David Krakaeur.

No ano letivo de 2010/2011, concluiu a sua formação na Escola Profissional de Música de Espinho com média final de 17 valores e ingressou na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), na classe de António Saiote.

No seu percurso académico trabalhou com professores como: Karl Leister, Vicente Alberola, António Saiote, João Moreira, Iva Barbosa, José Eduardo Gomes, Ricardo Alves, Valdemar Rodriguez, Juan Ferrer, Astereo Leiva, Christo Barrios, Robert Spring, Dominique Vidal, Michael Arrignon, Enrique Pérez Piquer, Nicholas Carpenter, Carlos Alves, Antonio Fraioli, David Krakaeur, Paulo Gaspar, etc.

Enquanto clarinetista, apresentou-se em vários grupos como a Orquestra Clássica de Espinho, Orquestra APROARTE, Orquestra Nacional dos Templários, Orquestra de Sopros ESMAE, Orquestra Sinfónica ESMAE, Ensemble de Clarinetes “Fundação Principe das Astúrias” e “Camerata Nov’Norte, onde teve a oportunidade de trabalhar sob a direcção de maestros como Cesário Costa, António Saiote, Pedro Neves, Jean Marc Burfin, Alberto Roque, Paulo Martins, Aroucas Más Octavio, José Carreras, Luis Manuel Nunes Carvalho, etc.

Em 2011, foi convidada a juntar-se ao Ensemble de clarinetes “Fundação Príncipe das Astúrias”, no qual já se apresentou publicamente para os Príncipes das Astúrias (atuais reis de Espanha) no Palácio Real, em Madrid.

No ano letivo de 2012/2013, concluiu a Licenciatura em Clarinete, na classe de António Saiote com média final de 16 valores. Iniciou a sua carreira enquanto professora de clarinete na Escola de Música da Banda Musical Santiago de Silvalde, no ano letivo de 2011/2012, na qual permaneceu até 2018 enquanto professora de clarinete, música de câmara e orquestra.

Desde o ano letivo de 2013/2014 que é professora de clarinete na Academia de Música de Vilar do Paraíso. Enquanto docente desta instituição, é convidada anualmente para fazer parte do júri da Orquestra Ensemble, sob a direção do maestro Cesário Costa. No III Estágio da Orquestra Ensemble foi convidada para ser professora do naipe de madeiras.

Na qualidade de professora de naipe, foi convidada, também, para a 2ª, 3ª e 4ª Edição do Estágio de Orquestra de Sopros da Banda Musical de São Tiago de Silvalde, sob a direção de Filipe Fonseca.

Entretanto, no ano letivo de 2014/2015, iniciou o Mestrado em Ensino da Música na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, cuja conclusão se deu em Janeiro de 2017. No ano letivo de 2015/2016, foi-lhe proposto o cargo de docente de clarinete na Academia de Música de Cantanhede.

Paralelamente ao clarinete, faz parte do Coro “Capella Duriensis” desde 2010, com quem já cantou em Inglaterra (Bristol, Wells, Cornwall, Londres), Açores. Croácia, Holanda e por todos os Festivais de polifonia de Portugal. Enquanto membro dos “Capella Duriensis”, participou na 3ª e 4ª Edição do Sumer Singing, onde orientou o naipe dos sopranos e contraltos em diferentes níveis do curso. Na 4ª Edição participou ainda como professora, ministrando um workshop de “O uso da EFT na ansiedade da performance”.

É coralista no Coro da Casa da Música (nível D), com quem já cantou obras de Beethoven, Mozart, Bruckner, entre outros, acompanhada pela Orquestra Sinfónica da Casa da Música. Em Outubro de 2018 foi convidada a integrar o Aeternum Vocal Ensemble, na qualidade de mezzo-soprano, sob a direcção de Davide Barros. Atualmente é professora de clarinete na Academia de Música de Vilar do Paraíso e Academia de Música de Cantanhede.

A nível de performance instrumental, realiza vários concertos na AMVP e outros lugares, com diferentes formações camerísticas e foi convidada para integrar o “Titan ensemble”, cuja estreia se deu na AMVP com o decateto de Mahler.

A nível coral, participa em projetos regularmente com os Capella Duriensis, Coro da Casa da Música e os Aeternum Vocal Ensemble (AVE). Como tirou formações na área das terapias alternativas, realiza workshops onde concilia a área musical e a parte terapêutica, no combate às vicissitudes apresentadas pelos músicos no que diz respeito à performance musical.

No ano lectivo de 2018/2019 iniciou o seu estudo em Técnica Vocal, na classe de Patrícia Quinta, na Academia de Música de Vilar do Paraíso.

[ Bio facultada pela clarinetista e inserida a 18 de janeiro de 2019 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook