Joana Seara

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Joana Seara

Soprano

Joana Seara estudou na Guildhall School of Music and Drama, em Londres, como bolseira da Fundação Gulbenkian.

Tem interpretado grandes obras de oratória, destacando-se as Cantatas nº 127 e 140 de Bach (dir. Ton Koopman), Jeanne d’Arc au bûcher de Honegger (dir. Simone Young), a Paixão segundo São João com o King’s Consort (dir. Mathew Halls), a Paixão segundo São Mateus com a Orquestra Barroca Divino Sospiro (dir. Enrico Onofri) e O Messias com a Orquestra Metropolitana (dir. Nicholas Kraemer) e com a Orquestra do Norte (dir. Jorge Matta).

Com a Orquestra Barroca Divino Sospiro (dir. Enrico Onofri), actuou nos festivais de Île-de-France, Ambronay, Mafra e Varna.

Em ópera, destacam-se as suas interpretações de Margery (The Dragon of Wantley) com a Akademie für Alte Musik Berlin, Damigella (Coronation of Poppea) para a English National Opera, Gretel (Hänsel und Gretel), Dorinda (Orlando), Zerlina (Don Giovanni) e Despina (Così fan tutte) na Holanda, Inglaterra e Irlanda, e Galatea (Acis and Galatea) em França. No Teatro Nacional de São Carlos, foi Susanna (As bodas de Fígaro), Frasquita (Carmen), Tebaldo/Voce dal Cielo (Don Carlo), Flora (La Traviata) e Ines (Il Trovatore).

Trabalha regularmente com os Músicos do Tejo (dir. Marcos Magalhães), com quem também lançou dois projectos discográficos: La Spinalba (Naxos) e As Árias de Luísa Todi. Outra discografia incui 18th‐Century Portuguese Love Songs (Hyperion) com L’Avventura London.

2013

Partilhe
Share on Facebook
Facebook