Joana Machado

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Joana Machado

Voz

Joana Machado nasceu no Funchal em 1978. Aos 6 anos iniciou a sua aprendizagem musical no Conservatório. Com 17 mudou-se para Lisboa onde frequentou durante um ano o curso de canto da Academia de Amadores de Música e, em 1998, integrou a escola de Jazz do Hot Clube de Portugal. Um ano foi referida como a “Nova voz revelação” no evento Novíssimos do jazz durante o Festival de Jazz de Coimbra. Paralelamente, formou-se em Design Industrial na Universidade Lusíada.

Em 2001 candidatou-se ao programa de Jazz e Música Contemporânea da New School University em Nova Iorque e foi admitida com uma Bolsa de Estudos. Durante a frequência do curso representou inúmeras vezes a escola, inclusive num evento de “student showcasing” no famoso clube BIRDLAND, onde foi a única vocalista, cantando ao lado de artistas de renome como Joe Lovano, Jesse Davis e Jane Ira Bloom.

A revista DOWNBEAT de Março de 2003 mencionou-a como “uma vocalista talentosa”.

Na sua estadia em Nova Iorque teve oportunidade de estudar com Buster Williams, Doug Weiss, Joanne Brackeen, Jeannie Lovetri, Luciana Souza, Reggie Workman, Sheila Jordan, Vic Juris, entre muitos outros.

Em Julho de 2002 representou Portugal no encontro anual da IASJ (International Association of Schools of Jazz – cujo mentor é David Liebman), desta vez em Helsínquia.

Desde que iniciou a sua actividade profissional tem assumido os papeis de líder e de “sideperson ” com frequência, em projectos de naturezas diversas – do jazz tradicional à World Music – dos quais destaca “Experimentália” (2001/2002) com Afonso Pais e “Idiossincrasias” (2004/2005). Colaborou igualmente com Jazz Orchestras das quais destaca performances com a Lehigh Valley Jazz Repertory Orchestra, dirigida por Bill Warfield; a New School University’s Jazz Orchestra, dirigida por Charles Tolliver; e mais recentemente a European Jazz Youth Orchestra com a qual foi em digressão internacional no Verão de 2004, desta vez dirigida por Pedro Moreira.

Entre as suas actuações incluem-se tributos a Sarah Vaughan, Hermeto Pascoal, António Carlos Jobim, e Wayne Shorter.

Em Nova Iorque cantou com Gary Bartz, Jamey Haddad, Jane Ira Bloom e Reggie Workman. Em Portugal trabalha frequentemente com alguns dos melhores músicos do Panorama, como Afonso Pais, André Sousa Machado, Alexandre Frazão, Bernardo Moreira, Bruno Pedroso, Jorge Reis, Jesse Chandler, Marco Franco, Nelson Cascais e Nuno Ferreira.

Foi convidada pelo pianista/compositor Bernardo Sassetti para uma apresentação ao vivo da sua banda sonora original para o filme “Maria do Mar” de Leitão de Barros. Esta apresentação teve lugar na última edição do Festival de Música de Leiria.

Em Novembro de 2005 gravou o seu primeiro registo discográfico para a editora Tone of a Pitch. Mário Barreiros foi o engenheiro da gravação. “CRUde” foi lançado a 26 de Janeiro de 2006 e tem tido grande sucesso junto do público e da crítica:

“Admirável revelação”; “Instrumento de corpo inteiro”; “Um nome que urge inscrever no mais valioso património do jazz nacional”; “Joana quer ser um instrumento. E quer que na sua música soe um quarteto de instrumentos.” (João Pedro Oliveira in ” Diário de Notícias”, 10 de Fevereiro de 2006).

Partilhe
Share on Facebook
Facebook