barítono Ivo André Nogueira

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Ivo André Nogueira

Barítono

Ivo André Nogueira nasceu no Porto em 1990 e aos 11 anos de idade, iniciou os estudos Musicais no Agrupamento de Escolas Pe. Joaquim Flores, em Fafe na classe de Educação Musical das professoras Amélia Rodrigues e Carla Senra. Prosseguiu os estudos de Piano e Formação Musical na Academia de Música José Atalaya, em Fafe e Canto com Carla Lopes e José Corvelo, também em Fafe.

Participou em alguns musicais organizados pela Academia de Música José Atalaya, como:

  • “Cats”, como Old Deuteronomy, 2011
  • “A Festa da Bicharada”, 2012
  • “A Bela e o Monstro”, 2011
  • “Kate e o Skate”, como Bruno, 2013

Em 2013 concorreu para o Ensino Superior, candidatando-se à licenciatura em Canto-Teatral no Conservatório Superior de Música de Gaia na Classe da Professora Fernanda Correia.

Na ópera interpretou papéis como Vespone em a “La Serva Padrona” de Pergolesi, quadros do Don Basílio na ópera “As Bodas de Fígaro” de W. A. Mozart, e quadros da ópera “Barbe-Blue” (opéra bouffe) de Offenbach, como Popolani, o alquimista ao serviço do Barba-Azul. Interpretou o papel de Bastien na ópera “Bastien und Bastienne” de W. A. Mozart.

Cantou várias árias de Ópera dos mais variadíssimos compositores entre eles: W. A. Mozart, Bellini e Donizetti.

Na Oratória cantou árias do “Messiah” de Händel e a ária do “Magnificat” – “Deposuit Potentes”.

Interpretou variados lieder de F. Schubert, R. Schumann, H. Wolf e R. Strauss, Canções Portuguesas e Francesas em contexto de Recital de Canto e Piano.

Em 2016 acabou a licenciatura em Canto-Teatral e em setembro do mesmo ano, concorreu à Pós-Graduação no CSMG, obtendo uma especialização em Canto Lírico aprofundando conhecimentos de Técnica Vocal, Interpretação e Repertório: Lied, Oratória e Ópera.

Ao longo da Licenciatura foi também professor de Técnica vocal na Escola da Banda Musical de Gondomar (2013 a 2016).

É desde dezembro de 2016 professor de Técnica Vocal do Coral Sénior do Orfeão de Gondomar.

Em junho de 2018 interpretou o papel de “um dos padeiros” na ópera Brundibar de Hans Krása, ópera para crianças em dois atos.

Fundou a 12 de outubro de 2018 o Coro de Câmara Sonântibus (CCS), do qual fazem parte cinco elementos (quatro cantores líricos e um organista).

Em 2018 estreou-se como barítono e interpretou papéis como Il Conte De Almaviva em As Bodas de Fígaro, Papageno em A Flauta Mágica, Guglielmo em Cosi Fan Tutte e Don Giovanni de W. A. Mozart, em contexto de Recital de Canto e Piano.

Frequenta o Mestrado em Ensino de Música especialidade de Canto no Conservatório Superior de Música de Gaia, desde setembro de 2017.

[ Biografia facultada por Ivo André Nogueira e publicada na Meloteca a 23 de maio de 2019 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook