Hermenegildo Guerreiro, acordeonista natural de Salir, Loulé

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Hermenegildo Guerreiro

Acordeão

Hermenegildo Guerreiro nasceu em Salir, freguesia do concelho de Loulé, distrito de Faro, Portugal, em 1957. Mudou-se, ainda jovem, para Bordeira (na freguesia de Santa Bárbara de Nexe, Faro), onde passou «parte importante da adolescência». Foi lá que concretizou a vontade de tocar acordeão.

Depois de comprar o seu primeiro acordeão, e de aprender a tocar, praticamente sozinho, começou a dar aulas, em 1983. A isto foi juntando atuações em hotéis, como músico privado, e participações nas Charolas e nas Marchas Populares de Bordeira.

Mais tarde, Hermenegildo tirou algumas formações na área da música, nomeadamente no Conservatório Regional do Algarve e no Instituto Universitário Dom Afonso III, em Loulé, para que, com estas, pudesse fazer um «trabalho consistente» com os alunos.

É ao ensino do acordeão que se tem dedicado, dando aulas privadas em Faro, São Brás de Alportel e São Bartolomeu de Messines.

«O professor é o pensador. Tem de criar estratégias e um plano para o aluno. Cabe ao professor perceber se está ali um diamante e se estiver… tem de o lapidar».

E a verdade é que Hermenegildo Guerreiro, que faz questão de se afirmar como um «defensor da cultura nossa terra», pode orgulhar-se de já ter lapidado alguns. Pelas suas mãos, passaram alunos que foram duas vezes campeões do Mundo: João Frade e João Filipe Guerreiro (seu filho).

Além de professor, Hermenegildo Guerreiro é júri na Confédération Mondiale de l’Accordéon e na Confédération Internationale des Accordéonistes, sendo, nesta última, delegado em representação de Portugal. Também é de sócio de mérito da Mito Algarvio – Associação de Acordeonistas do Algarve.

Fonte:

Sul Informação

[ Músicos naturais de Loulé ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook