Gabrielle Silva

Flauta transversal . Flautim

Gabrielle Silva iniciou os estudos musicais na Academia de Música Valentim Moreira de Sá na classe de Gil Magalhães onde terminou Flauta Transversal com 18 valores.

Licenciou-se em Flauta Transversal pela Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco (ESART) sob orientação de Katharine Rawdon e Paulo Barros, onde terminou igualmente Flauta Transversal com 18 valores.

Finalizou o Mestrado em Interpretação Artística, área de especialização Flauta Transversal na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Instituto Politécnico do Porto (ESMAE) com 17 valores na classe de Ana Raquel Lima e ainda finalizou o Mestrado em Ensino de Música na área de especialização Flauta Transversal e Música de Conjunto na ESART na classe de Katharine Rawdon onde terminou Flauta Transversal com 18 valores e o Estágio Profissional com 20 Valores.

Frequenta o 3º ano de Doutoramento em Música e Musicologia – Especialidade Interpretação Flauta Transversal com Monika Streitová na Escola de Artes da Universidade de Évora e já finalizou o 1º Ano que equivale ao “Curso de Programa de Doutoramento em Música e Musicologia”.

Em 2020, realizou um “Recital de Flauta Transversal”, inserido no Programa de Doutoramento com Repertório Português do Século XVIII, no Cine-Teatro Avenida de Castelo Branco, com Maria Nascimento e Eduardo Proença (convidados).

Trabalhou com os seguintes maestros: José Paulo Freitas, Vítor Matos, João Paulo Santos (ópera), João Paulo Janeiro (Música Antiga), Martin André, Rui Massena, Pedro Carneiro, Pedro Neves, Wolfgang Kurz, Maurizio Dini Ciacci, Jan Dobrzelewski, António Saiote, José Eduardo Gomes, Luís Carvalho, Paulo Martins, Jouke Hoekstra, Jonathan Grethen, Ernst Schelle, António Costa, Benjamin Lorenzo, Douglas Henderson, Verena Mösenbichler-Bryant, Kevin Sedatole, Johann Mösenbichler, Gianluca Marcianò, Jan Cober, Manuel Joaquim Silva, Luís Clemente, Joana Carneiro, Jean-Sébastien Béreau e Jan Wierzba.

Colaborou com a Sinfonietta da ESMAE, Orquestra Barroca da ESART, Orquestra Sinfónica da ESART, Orquestra de Sopros dos Templários” (Tomar), Orquestra de Sopros de Canto Firme (Tomar), Atlantic Coast International Youth Orchestra 2016 (Esposende), Al Bustan Festival Orchestra, 2017 (Beirute – Líbano), Orchestra Excellence” 2017 (Lerici – Itália), Symphonisches Blasorchester Ötztal” 2014 (Schladming – Austria), WYWOP – World Youth Wind Orchestra Project” 2014 (Austria), The World Orchestra (Espanha), L’ Orchestre Symphonique Universalis” 2019 (Casablanca – Marrocos), Camerata NOVNORTE” (ESMAE) – Orquestra Clássica Invicta (Porto), Orquestra Nacional Moderna (Gaia)

Participou no Estágio de Orquestra Sinfónica de Jovens em Kaiserslautern (Alemanha). Colaborou no VIII Curso Internacional de Arte Orquestral, 2012 (Aveiro). Colaborou como 1º Piccolo na “Orquestra de Sopros Portuguesa” 2014 (Guarda). Foi selecionada como reforço na Orquestra do Norte nos anos 2013 e 2014 (Amarante). Colaborou no “Espectáculo do dia Mundial da Música 2015” com a “Orquestra de 100 flautas, 100 saxofones e 100 Clarinetes” (Casa da Música – Porto). Foi selecionada como Reforço na “Philharmonic Orchestra of Animato Foundation” nos anos 2016 e 2018 (Zurique – Suíça). Colaborou no EGO “Estágio Gulbenkian para Orquestra Sinfónica” 2016 (em 2013 já tinha sido selecionada como reforço). Colaborou na EUYWO “European Union Youth Wind Orchestra” 2015 e em 2017 – foi novamente selecionada – (Luxemburgo e Holanda). Foi selecionada como reforço na “Neue Philharmonie Munchen” 2018 (Munique – Suíça).

É flautista na Orquestra da Costa Atlântica (Esposende) e Solista B na “Orquestra Clássica do Politécnico do Porto”.

É de salientar ainda um “Concerto de Piano, Flauta Transversal e Canto”, que realizou juntamente com a Pianista Ausra Bernataviciute e com a cantora lírica Regina Freire, em 2021, no Pavilhão Centro de Portugal da “Orquestra Clássica do Centro” com obras de Johann Sebastian Bach, François Doppler e André Jolivet.

Participou em várias classes de aperfeiçoamento com:

Pamela Stahel (Piccolo – Porto Flute Festival 2018); Gudrun Hinze (Piccolo); Jean-Louis Beaumadier (Piccolo); Marta Gonçalves (Traverso); Geir Draugsvoll em Música de Câmara com o Duo “ArtFlute” (flauta e acordeão); Research Hands On Flute 2017 (como ouvinte – Aveiro); 4º Convención de la Asociación de Flautistas de España in Bilbao (como ouvinte); Adriana Ferreira (como ouvinte); 3º Convención de la Asociación de Flautistas de España in Sevilha (como ouvinte); Sílvia Careddu (como ouvinte no II Curso de Perfeccionamiento de Flauta Travesera de Postgraduados no Conservatorio Superior de Música de Badajoz) e Emmanuel Pahud (como ouvinte em Valladolid); Christian Studler e Istvan Matuz (4º Flautué – Évora); Paolo Taballione; 5º Academia de Flauta de Verão (ESMAE); Berten D’Hollander; Thies Roorda; Rien de Reede; Robert Winn; 1º Academia de Flauta de Verão (Universidade Católica do Porto); 1º Encontro de Flauta Transversal da ESML; Claudia Walker; Jacques Zoon; Pascale Feuvrier; Marc Hantai; Félix Renggli; Averil Williams; William Bennett; Thies Roorda; Marcos Fregnani; Fernando Rana; Katharine Rawdon; Ana Raquel Lima; Stephanie Wagner; Ana Maria Ribeiro; Cristina Ánchel; Paulo Barros; Nuno Inácio; Vasco Gouveia e Gil Magalhães.

Obteve os seguintes prémios:

  • 1º Lugar no Concurso “In Crescendo – International Contest” 2018 (Tomar);
  • Passou à Segunda Fase do Programa “Allegro Con Brio” 2016 (Programa de Aperfeiçoamento para Jovens Músicos – DGArtes).
  • Passou à Segunda Eliminatória na categoria de Música de Câmara Nível Superior no “Prémio Jovens Músicos 2011” com o Duo “ArtFlute” (flauta e acordeão – José Valente);
  • Segundo Prémio na categoria de Música de Câmara no “Concurso Folefest 2011” com o Duo “ArtFlute” (flauta e acordeão – José Valente);
  • Quarto Prémio no “I Concurso Jovens Intérpretes de Música Antiga 2011” (Linda-a-Velha) na categoria de Música de Câmara (flauta, Canto, 2 violinos, viola d’arco, 1 violoncelo e cravo).

Em 2019 foi uma das vencedoras do 1º Concurso para Solistas do 4º Flautué (em Évora), onde tocou a Solo o “Concerto em Sol Maior para Flauta” de W. A. Mozart com o “Flautué Ensemble” sob a batuta do Maestro Jean-Sébastien Béreau e onde também deu uma Palestra sobre a sua Tese Final do Mestrado em Ensino de Música na Área de Especialização de Flauta Transversal e Música de Conjunto com o Tema: “A Flauta Transversal no contexto da Música Moderna: repertório relevante para a aprendizagem no Ensino Secundário”.

No final do ano letivo 2017/2018 integrou o Júri das Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos alunos finalistas dos Cursos Profissionais de Música (Sopros) lecionados na EPABI na qualidade de Personalidade de Reconhecido Mérito.

Leciona Flauta Transversal no Conservatório de Música e Dança de Bragança e na Escola de Artes do Norte Alentejano EANA.

Bio destacada na Meloteca a 14 de maio de 2022

Músicos naturais de Amares

Clique para saber mais: