Frederico de Oliveira Lourenço violino

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Frederico de Oliveira Lourenço

Violino

Graduado pela Escola Superior de Artes Aplicadas (Licenciatura e Mestrado), Frederico de Oliveira Lourenço centra a sua actividade artística como violinista de Orquestra e de Música de Câmara. Colabora com a Orquestra de Câmara Portuguesa desde 2017.

A sua educação superior foi orientada pelo professor e violinista Augusto Trindade e por António Carrilho e Paulo Álvares na música de câmara. Durante o seu percurso académico, recebeu também formação em classes de aperfeiçoamento de violino e de música de câmara por músicos como Olga Prats, Andrey Baranov, Tai Murray e Aníbal Lima e integrou projectos educativos de orquestra desenvolvidos pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Fundación Orquesta de Extremadura (Espanha), como o Estágio Gulbenkian para Orquestra 2015 e 2016, e a Orquesta Joven de Extremadura 2016-2018. Na área da pedagogia, foi estagiário no Conservatório Nacional em 2016-2017 e elaborou a investigação no âmbito de conclusão de mestrado com o título Leitura de Partituras no violino – A Leitura à Primeira Vista como ferramenta do repertório e prática orquestral.

Em Portugal, colabora actualmente com agrupamentos como a Orquestra de Câmara Portuguesa, Orquestra do Norte e como concertino da Orquestra Bomtempo. Apresentou-se também um pouco por todo o país, destacando o Grande Auditório do CCB e da Fundação Calouste Gulbenkian e a Sala Suggia da Casa da Música. Acompanhou solistas como Pedro Burmester, Sergei Redkin, Chloë Hanslip, Atar Arad, Marta Zabaleta e Wojtek Gierlach e trabalhou com maestros como Joana Carneiro, Jan Wierzba, Pedro Neves e Cesário Costa. Fora do registo convencional, apresentou-se nos espectáculos Hollywood in Concert e Disney in Concert pela Lisbon Film Orchestra e com artistas como Paulo Carvalho, Luís Represas e Sónia Tavares pela Orquestra Ibérica.

No estrangeiro, iniciou a sua experiência na The World Orchestra/ADDA Simfònica em 2016 onde se manteve até 2018 como chefe de naipe e chefe de naipe assistente. Também participou em diversos festivais internacionais tais como o Osterfestival (Alemanha), Al Bustan Festival (Líbano), Euregio Festival Orchestra (Holanda e Alemanha), Proms ADDA e Premios Princesa de Girona (Espanha) e apresentou-se em directo para a Radio y Televisión Española. Trabalhou com maestros como Andrés Salado, Josep Vicent, Hossein Piskar e Gianluca Marcianò e teve a oportunidade de acompanhar os solistas Fanny Clamagirand, Joaquín Achucarro, Silvia dalla Benetta, Paola Gardina, Lorenzo Decaro, Tamás Pálfalvi e o grupo La Fura dels Baus.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook