EXPRESSÃO MUSICAL NO PRÉ-ESCOLAR

Este é um excerto da dissertação de mestrado “A Expressão Musical na Educação Pré-Escolar” apresentada por Irina Moreira Veríssimo à Escola Superior de Educação de Beja em 2012

Propostas

As propostas de intervenção que se seguem pretendem colmatar algumas necessidades encontradas no decorrer do processo de investigação deste estudo. As dificuldades apontadas pelas educadoras e pelos professores de música que dinamizam sessões com grupos de crianças em idade pré-escolar situam-se em várias dimensões de atuação. Assim, foram detetadas necessidades a nível das instituições, da atuação educativa das educadoras e também na atividade assumida por alguns professores de música.

Por tudo isto, do conjunto de propostas aqui expostas, umas destinam-se às instituições de atendimento às crianças pequenas, outras às educadoras e outras aos professores de música. Pretende-se assim:

Objetivos gerais

  • Aumentar as experiências formativas do educador, e aprofundar os
    conhecimentos no domínio da Expressão Musical;
  • Promover o conhecimento de diferentes metodologias musicais no ensino da Expressão Musical;
  • Possibilitar a articulação entre os diferentes domínios;
  • Valorizar todas as áreas/ domínios trabalhando-os de forma equilibrada;
  • Promover o trabalho de equipa entre a educadora e o professor especialista;
  • Utilizar material diversificado, instrumentos musicais e meios tecnológicos;
  • Experimentar diferentes maneiras de produzir sons;
  • Possibilitar às crianças várias formas de se expressarem e comunicarem, a cantar; a dançar; a tocar e a criar;
  • Promover e incentivar o envolvimento das famílias na vida escolar da criança.

Ações

Algumas ações a desenvolver ao nível institucional

  • As instituições de Educação Pré-Escolar deverão apresentar junto dos centros de formação as suas preocupações pelo facto de quase inexistência de ações de formação para educadores no domínio de Expressão Musical;
  • As instituições de Educação Pré-Escolar deverão valorizar no seu projeto curricular a Expressão Musical em igualdade com as outras áreas e, como tal, deverão apetrechar as salas com recursos que possibilitem a realização de atividades de música com o suporte de diferentes recursos;
  • As instituições de Educação Pré-Escolar que têm na sua equipa educativa um professor de música deverão impulsionar a constituição de parcerias professor de música/ educadora e rentabilizar os saberes/ conhecimentos deste especialista.

Propostas

Propostas para a concretização do trabalho em parceria professor de música/educadora de infância.

Para concretizar esta parceria propõe-se:

  • As educadoras de infância deverão estar presentes nas sessões dinamizadas pelo professor de música.
  • A educadora deverá dar continuidade às atividades realizadas durante a sessão.
  • Os professores de música deverão articular as sessões de Expressão Musical com o trabalho que a educadora está a desenvolver com as crianças, no que se refere a temas e a situações que proporcionem a interdisciplinaridade.
  • Os professores de música deverão refletir e planear com as educadoras contribuindo assim para complementar a formação das educadoras nesta área.
  • Os professores de música e as educadoras de infância deverão envolver / divulgar junto dos pais o trabalho desenvolvido. As “ aulas abertas” constituem uma estratégia que poderá motivar os próprios pais para cantarem com / para os filhos o que poderá ser um veículo de passagem cultural de canções, a lengalengas e canções de roda de pais para filhos.

Proposta de intervenção para a dinamização de sessões de Expressão Musical pelas educadoras de infância

As Orientações Curriculares referem que “a Expressão Musical que se desenvolve na Educação Pré-Escolar, em torno de cinco eixos fundamentais: o escutar, cantar, dançar, tocar e criar”.

As metodologias a utilizar devem ser centradas na criança valorizando a sua capacidade de atenção, fases de desenvolvimento, interesses e necessidades, de forma a “despertar a criança para a música e suscitar nela a vontade de cantar, de ouvir, de criar livremente”. Gloton & Clero (1976:181)

A criação de um ambiente que estimule o desenvolvimento das capacidades musicais das crianças e o seu envolvimento nas atividades propostas complementam os princípios a ter em conta na intervenção das educadoras de infância.

Objetivos

  • Desenvolver capacidades individuais, sociais e criativas;
  • Desenvolver aspetos essenciais de voz;
  • Desenvolver o sentido rítmico e a coordenação motora;
  • Reconhecer características dos sons (intensidade, altura, timbre, duração);
  • Utilizar o movimento, a dança e a percussão corporal;
  • Utilizar instrumentos musicais;
  • Produzir sons de diferentes maneiras.

Atividades

  • Realizar jogos e coreografias utilizando vários tipos de recursos (relacionados ou não à Expressão Musical;
  • Cantar um reportório musical variado, como por exemplo: sobre o tema que se esta a trabalhar ou que se vai trabalhar, sobre a época do ano, canções de rotina, etc.;
  • Realizar experiências simples com a própria voz, como: cantar, rir, chorar, imitar sons da natureza, animais, etc.;
  • Acompanhar as canções com gestos, batimentos rítmicos, utilizando várias partes do corpo (mãos, pés, pernas,…);
  • Reproduzir ritmos produzidos pela educadora ou pelo professor especialista;
  • As crianças devem movimentar-se livremente pelo espaço, a partir de sons vocais, melodias, canções;
  • Realizar coreografias e danças de roda para o grande grupo;
  • As crianças tocam instrumentos de percussão em grupo e individualmente;
  • São cantadas canções com o acompanhamento de instrumentos;
  • Construção de instrumentos musicais, com material reciclável para fazer face à falta de materiais;

Recursos

Nos recursos a serem utilizadas podemos incluir material diversificado, instrumentos musicais e meios tecnológicos.

  • A voz;
  • O corpo;
  • Arcos;
  • Lenços;
  • Fitas;
  • Bolas;
  • Panos;
  • Balões;
  • Leitor de CD e CD
  • Instrumental Orff
  • Sinos
  • Tamborins
  • Maracas
  • Guitarra
  • Fantoche

Duração

Sessões dinâmicas, de curta duração (não deve ultrapassar os 45 minutos).

Avaliação

A avaliação será realizada com base nas metas de aprendizagem para a Educação Pré-Escolar (2011) nos seus diferentes domínios e subdomínios:

  • Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação – interpretação e comunicação;
  • Desenvolvimento da criatividade – criação e experimentação;
  • Apropriação da linguagem elementar da música – Perceção sonora e Musical;
  • Compreensão das artes no contexto – culturas música nos contextos;
  • Dança – desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação – comunicação e interpretação;
  • Dança – Desenvolvimento da criatividade – produção e criação.

Mestrado na Especialidade de Educação Pré-Escolar e Ensino do 1ºCiclo do Ensino Básico

Beja 2012

Bebés tocando