Bio+

Ernesto Rodrigues

Composição

Ernesto Rodrigues iniciou os estudos musicais aos sete anos, sob a orientação de Wenceslau Pinto.

Em 1973, frequentou a Academia de Amadores de Música e, pouco depois, o Conservatório Nacional, onde estudou Violino e Composição. Estudou com Emmanuel Nunes, Paulo Brandão, Eurico Carrapatoso e Pedro M. Rocha.

Participou em diversos cursos e workshops com Jorge Peixinho e Constança Capdeville, entre outros.

O seu principal interesse está relacionado com a música contemporânea (improvisada e/ou escrita), assim como em música gráfica e indeterminada (partituras cedidas pelos compositores Gerhard Stäbler e Phill Niblock).

A relação com os seus instrumentos é basicamente direccionada para aspectos de ordem “sónica” e textural. A influência da música electrónica tem sido determinante para uma abordagem nova, no que ao violino/viola diz respeito, subvertendo os conceitos clássicos e académicos, recorrendo ao uso sistemático de “preparações” e micro-tonalidades.

Deu colaboração musical em trabalhos dos artistas plásticos Carlos Mota e Rogério Silva. Compôs música para Dança em trabalhos de Isabel Valverde, Ana Galan, Anna Pasztor, Valérie Métivier, Andresa Soares, Manuela Cipriano e Ana Moura.

Música para Cinema onde destaca a sua colaboração com os realizadores Rui Simões e Edgar Feldman. No campo da Poesia distingue experiências com Lawrence Ferlinghetti e Manuel Cintra.

É membro fundador dos grupos Metropolis, Fromage Digital, Lautari Consort, IKB Ensemble e Suspensão.

Activo como improvisador, destaca colaborações com Carlos Zíngaro, Manuel Mota, Gabriel Paiuk, Jean-Luc Guionnet, Taku Unami, Christine Sehnaoui Abdelnour, Michael Vorfeld, Wade Matthews, Ingar Zach, Michael Thieke, Keith Rowe, Axel Dörner, Tetuzi Akiyama, Pascal Battus, Alessandro Bosetti, Heddy Boubaker, Angharad Davies, Rhodri Davies, Jacques Demierre, Ernesto Diaz-Infante, Andrew Drury, Alexander Frangenheim, Tim Hodgkinson, Mazen Kerbaj, Hans Koch, Peter Kowald, Ulrich Krieger, Hannah Marshall, Oren Marshall, Seijiro Murayama, Reuben Radding, Gino Robbair, David Stackenäs, Birgit Ulher, Biliana Voutchkova, Nusch Werchowska, Mathieu Werchowski, etc

Em 1999 fundou a editora Creative Sources Recordings, principalmente vocacionada para a música experimental e electroacústica.

Em 2000 fundou a Variable Geometry Orchestra, a qual dirige e se encontra em actividade.

12 de agosto de 2018