Ensemble Vocal Promusica

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Ensemble Vocal Promusica

Coro

O Ensemble Vocal Promusica é um projecto de interligação Escola-Comunidade, fundado em 1991 por José Manuel Pinheiro e alguns alunos.

Inicialmente, integraram este projecto elementos oriundos de vários grupos que partilhavam uma mesma direcção musical. Nos seus primeiros doze anos de existência, teve como objectivos a promoção e realização de concertos corais mais participados, favorecendo maior intercâmbio, inter-ajuda e sociabilização entre agrupamentos com diferentes características. Realizou nesse período cerca de 80 concertos (acompanhados por alunos e/ou professores do Centro de Música da Valentim de Carvalho, pela Orquestra do Norte ou por Quintetos de Metais) em diversas igrejas e salas de espectáculo portuguesas, procurando desfazer a ideia negativa que muitas pessoas têm dos coros e da música coral.

Dinamizar a actividade coral através da promoção de espectáculos diferentes, promover o gosto pelo canto em grupo e muito especialmente promover a investigação e inovação na área coral são objectivos que também se perseguem com particular atenção neste projecto. Actualmente, tem como base um coro que foi criado no Curso de Música Silva Monteiro – uma das escolas do ensino vocacional de Música mais antigas de Portugal – para corresponder às exigências curriculares da escola. A Direcção da escola entendeu como positiva a adesão deste grupo ao projecto que, a partir de Setembro de 2003 (devido à grande dificuldade de conseguir apoios para a realização de concertos com o grande coro) começa uma nova etapa passando a apostar numa formação de câmara (entre 30 e 40 elementos, essencialmente dos grupos do Curso de Música Silva Monteiro e do Centro de Música da Valentim de Carvalho – Porto.

Com esta nova formação participou em Outubro de 2003 no 5º Concurso Internacional de Coros em Riva del Garda – Itália, onde obteve um diploma de prata na categoria de Jazz e Música Latina. A participação do grupo neste concurso contribuiu para uma excepcional motivação e evolução musical (e artística) do grupo, pois permitiu o contacto com a realidade coral internacional e promoveu o convívio com grupos oriundos de vários continentes e com níveis artísticos muito elevados. Para dar continuidade a essa evolução e motivação do grupo, trabalha-se com afinco para conquistar um apoio financeiro e para alcançar uma qualidade compatíveis com os objectivos de participação anual num concurso internacional.

Por ser um grupo jovem, procura dentro da sua actividade musical, explorar a componente lúdica, sem esquecer a componente educativa e por isso “viaja”, no tempo e no espaço, fazendo música de diferentes tipos, estilos, países e épocas. Os seus elementos, unidos por um gosto muito especial pela música coral e por grandes laços de amizade, estão empenhados em levar ao conhecimento da Comunidade programas que incluam Música para todas as idades, gostos e feitios! Procura, em cada concerto, fugir à rotina e ao formalismo. Por isso experimenta, sempre que possível, situações novas, como por exemplo: a interligação da expressão musical com a expressão dramática e corporal, disposições diferentes, uso do movimento associado à música, participação activa do público, utilização de instrumentos e fontes sonoras pouco vulgares,…, surpresas! Esta nova atitude tem tido a melhor aceitação por parte da crítica e do público.

Nos concertos realizados entre 1991-2003, integraram este projecto cerca de 120 a 190 elementos, dos coros do Centro de Música da Valentim de Carvalho – Porto, do CCDT do Atlântico – Porto (desactivado em Julho de 2001), do CCD da Administração dos Portos do Douro e de Leixões, do Curso de Música Silva Monteiro (Coro de Câmara e Coro Júnior) do Orfeão de Matosinhos e do Coro da Santa casa da Misericórdia de Santo Tirso, que foram acompanhados por Catarina Machado Ribeiro, Jorge Miguel Ferreira, Pedro Nuno Leite e mais recentemente por David Baptista Ferreira. Os restantes elementos que não integram o projecto do grupo de câmara do “Ensemble Vocal Promusica” passam a apostar mais na vida própria dos seus grupos de origem. Procura-se, no entanto, reunir vontades e apoios, para promover o reencontro de todos para a comemoração anual do Dia Mundial da Música (1 de Outubro) e para as Temporadas de Natal/Reis. É seu director artístico José Manuel Pinheiro.

Junho 2004

Partilhe
Share on Facebook
Facebook