Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Emanuel Salvador

Violino

Nascido em 1981, Emanuel Salvador conta com importantes apresentações como solista e recitalista em conceituadas salas de concerto, tais como St. Martin-in-the-Fields e Southwark Cathedral (Londres), Philharmonic Hall (Uralsk – Casaquistão), Museu Gulbenkian e Auditório do Banco de Portugal (Lisboa), Auditório Príncipe Filipe (Oviedo), Igreja de Sto. António (Roma) e Teatro Manoel (Malta).

Foi distinguido com diversos prémios em concursos nacionais e internacionais, tais como 1º prémio nos concursos Isolde Menges (RCM) e Beckenham Festival; Barbirolli Memorial e Wolfson Foundation award; 2º prémio no Concurso Prémio Jovens Músicos (nível médio); 1ª Menção Honrosa no Concurso Internacional Júlio Cardona na Covilhã, entre outros. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian de 2000 a 2003.

Depois de terminar os seus estudos na Escola Profissional Artistica do Vale do Ave – Artave, como melhor aluno do curso, seguiu para Londres onde obteve o grau de Bachelor of Music pela Guildhall School of Music and Drama (professor John Glickman) e o Master’s Degree in Music Performance pelo Royal College of Music (Dr. Felix Andrievsky). Outros professores relevantes na sua formação foram, entre outros, Ulf Hoelscher, Alberto Lysy, Vadim Brodsky, David Takeno, Ilya Grubert e na área da musica de câmara são de destacar David Dolan, e membros dos trios “Beaux Arts”, “Florestan”, “Peabody” e do quarteto “Takacs”.

Foi membro fundador do Trio Vianna da Motta, com o qual se apresentou em vários recitais e gravou com esta formação um CD para a editora Centro Atlântico. Desde 2003 forma um duo com o harpista Ieuan Jones, apresentado-se desde então em vários recitais no Reino Unido.

Como solista tem-se apresentado com a Orquestras Artave, do Norte, Skolia, Nonesuch, Newbury Symphony, Morley College, Vitalis e Orquestra Nova Amadeus (Roma) sob a direcção dos maestros António Soares, Ferreira Lobo, Vítor Matos, Chris Dawe, David Drummond, Massimo Scapin entre outros. Apresentou-se nos festivais Encontros da Primavera e O Violino por… (Portugal), Ampthill e Proms in St. Judes (Inglaterra) e no International String Orchestra Festival (Malta). Concertos seus têm sido gravados para a RDP e Khabar TV (Casaquistão).

Foram-lhe dedicadas algumas obras, sendo de destacar o Concerto para Violino e Orquestra de Joaquim dos Santos, estreado em Roma em 2005 e o Concerto para Violino e Orquestra de Karl Fiorini a estrear em Roterdão em 2008.

Desde Setembro de 2005 desempenha as funções de concertino na Orquestra do Norte e, em Junho de 2006, participou na produção Uma Pequena Flauta Mágica da Fundação Calouste Gulbenkian, como segundo violino solo.

Toca numa cópia tonal de um Guarnerius del Gesu, por Martin Schleske (Munique, 2004), que adquiriu com o apoio de uma bolsa do Loan Fund for Musical Instruments.

“…Emanuel Salvador, one of the finest Portuguese violinists of his generation.”

Hazel Davies (Strad Magazine, Agosto de 2007)

Partilhe
Share on Facebook
Facebook