Eduarda Melo, soprano

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Eduarda Melo

Soprano

Eduarda Melo ganhou o 2º Prémio no Concurso Internacional de Canto de Toulouse e desenvolve a sua carreira em França e Portugal. Depois dos estudos na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto e da passagem pelo Estúdio de Ópera da Casa da Música, lançou-se numa carreira internacional iniciada com a integração no elenco do prestigiado CNIPAL em Marselha.

Em ópera, interpretou papéis como Corinna (Il Viaggio a Reims), Despina (Così fan tutte), Norina (Don Pascuale) e Madre Constança (Dialogues des Carmelites) no Teatro Nacional de São Carlos; Elvira (L’Italiana in Algeri), Primeira Dama (A Flauta Mágica) e Stéphano (Romeo et Juliette) na Ópera de Marselha; Rosina (Il Barbiere di Seviglia) na Ópera de Lille; Frasquita (Carmen) na Ópera de Lille e no Thêatre de Caen; Zemina (Die Feen de Wagner) no Thêatre du Châtelet; Despina (Così fan tutte) na Ópera de Rouen; Elvira (L’Italiana in Algeri) na Ópera de Massy; Vespina (L’Infedeltà Delusa de Haydn) na Ópera de Monte Carlo; Valencienne (La Veuve Joyeuse) no Festival Folies d’O em Montpellier; Ruth (Paint Me de Luís Tinoco) na Culturgest; Spinalba (Spinalba de Francisco António de Almeida) e Ascanio (Lo Frate ’nnamorato de Pergolesi) no Centro Cultural de Belém; Musetta (La Bohème) e Maria Luisa (La Belle de Cadix de Lopez) no Festival de Saint-Céré; Elle (La voix humaine) na Casa da Música; e digressões de uma produção de Il barbiere di Siviglia de François Sivadier em Caen, Reims, Limoges e Dijon.

No âmbito da música contemporânea portuguesa, tem participado em estreias mundiais de obras de António Pinho Vargas (Vera em A Little Madness in the Spring), Nuno Côrte-Real (Pastora e Rapaz de Bronze em A Montanha e O Rapaz de Bronze) e Pedro Amaral (Marcellina e Florestina em Beaumarchais). Participou ainda na estreia da obra Livro de Florbela op. 42 de Nuno Côrte-Real, com o Ensemble Darcos.

Em concerto, o repertório de Eduarda Melo inclui obras de Mozart, Poulenc, Brahms, Francisco António de Almeida, Alban Berg, Stravinski e Berio. Participou no espectáculo “Mozart Concert Árias” da coreógrafa Anne Teresa de Keersmaeker, com a Companhia Nacional de Bailado em Lisboa, e colabora regularmente com o Ludovice Ensemble e o Divino Sospiro.

Nesta temporada interpreta o Magnificat de Bach e Funeral Ode for Queen Anne com a Orquestra Gulbenkian e o Te Deum de Bruckner na Casa da Música. Apresenta-se como Noémie (Cendrillon de Jules Massenet) no Festival de Glyndebourne e em digressão.

2018

Partilhe
Share on Facebook
Facebook