Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Diana Vinagre

Violoncelo

Diana Vinagre é natural de Braga, cidade onde concluiu o Curso Complementar de Violoncelo em 1998 no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, na classe de Paula Almeida.

Prosseguiu os estudos na Academia Nacional Superior de Orquestra em Lisboa, com Paulo Gaio Lima. Em 2003 completou a sua Licenciatura em Instrumentista de Orquestra e nessa temporada integrou o naipe de violoncelos da Orquestra Metropolitana de Lisboa. Em Setembro de 2004 ingressou no Conservatório Real de Haia no Departamento de Música Antiga e Práticas Históricas de Interpretação na classe de violoncelo barroco de Jaap ter Linden. Concluiu a Licenciatura em Fevereiro de 2006 e prosseguiu os estudos na mesma instituição como aluna de Mestrado.

Participou em classes de aperfeiçoamento com Anatoly Nikitin, Maria de Macedo, Jeroen Reuling, Luís Claret, Xavier Gagnepain, Rainer Zipperling, Anner Bylsma, Elizabeth Wallfisch, Bart van Oort. Foi premiada nos Concursos Parnaso, Prémio Jovens Músicos e Concurso Internacional Júlio Cardona.

Em Abril de 2006, apresentou-se a solo com a Orquestra dos Conservatórios de Música, sob a direcção do maestro Martin André.

Desde que se dedica exclusivamente à prática do violoncelo histórico, tem colaborado com diversos ensembles: New Dutch Academy, Orchestra of The Age of Enlightenment (Jerwood Project), Orquestra do séc XVIII, Orquestra Barroca Divino Sospiro, Orquestra Barroca da Casa da Música.

Tocou sob a direcção de Enico Onofri, Laurence Cummings, Mark Elder, Vladimir Jurowsky, Simon Murphy, Bartold Kuijken, Christina Pluhar, Elizabeth Wallfisch, Alfredo Bernardini, Rinaldo Alessandrini e Frans Bruggen.

Em 2007 foi membro da Orquestra Barroca da União Europeia, tendo-se apresentado em vários países europeus como solista. É primeiro violoncelo da Orquestra Barroca Divino Sospiro (orquestra residente no Centro Cultural de Belém), sob a direcção de Enrico Onofri. Apresentou-se já como solista interpretando os concertos em Ré maior e D ó maior de Haydn, os concertos em Lá menor e Lá maior de C. Ph. E. Bach, e vários concertos de Vivaldi, para um ou dois violoncelos, entre outras obras.

No presente ano lectivo – em que prepara o seu exame final – é detentora de uma bolsa de estudo de apoio ao trabalho de mestrado atribuída conjuntamente pelos Conservatórios de Amesterdão e da Haia.

20 Abril 2008