Diana Santos, mezzo-soprano, do Fundão

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Diana Santos

Mezzo-soprano

Diana Santos iniciou os estudos musicais em Piano, e mais tarde Saxofone, na Academia de Música e Dança do Fundão. Em 2011 começou a estudar Canto no curso Supletivo de Canto da mesma instituição na classe de Manuela Costa e mais tarde na classe de Luís Rodrigues.

Em 2014 ganha o prémio de “Melhor Candidata da Beira Interior” do Concurso Internacional Cidade do Fundão.

Licenciou-se em canto pela Universidade Évora na classe de Liliana Bizineche e, na mesma instituição, participou como solista em vários concertos da Orquestra de Música Clássica da Universidade, dirigida pelo maestro Kodo Yamagishi.

Teve a oportunidade de interpretar Cherubino em “Le nozze di Figaro” e Sesto em “La Clemenza di Tito” com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, sob a encenação de Jorge Vaz de Carvalho e a direção do maestro Pedro Amaral. Ao longo do seu percurso teve oportunidade de aperfeiçoar a sua técnica com Jessica Pratt, Déborah Polaski, Christophe Rousset, Dietrich Henschel, Wim Henderickx, Muriel Corradini, Rachel Harland, Paulo Ferreira, Isabel Alcobia, Sílvia Mateus, Manuela Costa, Ana Ester Neves, Bruno Martins, Lúcia Lemos e Jorge Vaz de Carvalho.

Em 2017 iniciou uma Pós-Graduação em Ópera pela International Opera Academy em Gent (Bélgica), onde se apresentou em diferentes papéis e vários concertos. Destacam-se Geneviève numa adaptação infantil de “Petit Pelléas”, Ramiro em “La Finta Giardiniera”, 4th Edelknabe em “Lohengrin”, “Mozart goes to Royal” e “A Matter of Triumph and Void” de Wim Henderickx.

Atualmente é mezzo-soprano residente na Companhia Operar.te, interpretanto o papel de Berta na ópera “O Barbeiro de Sevilha” que se encontra em digressão pelo País.

[ Músicos naturais do Fundão ]

Para saber mais sobre músicos do Fundão clique AQUI.

Bio facultada por Diana Santos, publicada na Meloteca a 12 de fevereiro de 2021

Partilhe
Share on Facebook
Facebook